Veja também outros sites:
 
   
Diversão & arte - Teatro
Leandro Pimentel

Michel Melamed: 28 anos, uma peça de sucesso, um livro de poesias e três programas

Leia também

Cinema
Exposição
Internet
Livros
Música
Televisão

Enviar para um amigo

Em cena / Michel Melamed
Tem novidade no Rio

Mariane Morisawa

Ele conta só 28 anos e tem uma peça de sucesso no Rio, foi elogiado por Gerald Thomas, lançou um livro de poesias e apresenta três programas de tevê. Quem não ouviu falar de Michel Melamed ainda vai, e muito.

Depois de ganhar uma bolsa da RioArte, no segmento
Arte e Tecnologia, Michel pensou numa máquina de
tortura de presos no regime militar. Assim nasceu o espetáculo Regurgitofagia, no qual as reações da platéia àquilo que Michel diz são transformadas em choques no ator-autor. “Isso leva à reflexão, porque o espectador tem de decidir qual posição vai tomar. Uns não fazem barulho nenhum porque não querem me machucar, outros reagem normalmente ao que eu digo, outros nem ouvem o que eu digo, fazem barulho de propósito”, ele diz.

O espetáculo voltou ao seu suporte original quando Michel lançou, do próprio bolso, o livro Regurgitofagia. “Os textos surgiram como literatura, foram transpostos para a cena e retranspostos para o livro”, diz ele. “Minha maior felicidade
é o trabalho de escritor.” Michel tinha 15 anos e havia
escrito uma coisa aqui e ali quando Guilherme Zarvos, que organizava um evento de poesia, perguntou num bar, do
nada, se ele era poeta. Peitudo, o garoto respondeu: “Sim”. Desde ali foram centenas de pequenas apresentações. E são vários outros projetos. Além de apresentar Lembranças
do Brasil, no GNT, e Comentário Geral, na TVE, ele se prepara para estrear uma revista cultural diária, também na TVE.
Então, pode anotar este nome.