Veja também outros sites:
 
   
Diversão & arte - Música
Divulgação

Elvis Presley: a trajetória do ídolo em um CD e cinco DVDs

Leia também

Cinema
Exposição
Internet
Livros
Teatro
Televisão

Enviar para um amigo

Foco / Rock
Elvis não morre jamais

Mauro Ferreira

O nascimento oficial do rock’n’roll, em 1954, coincide com o aparecimento e a explosão imediata de Elvis Presley. Exatos 50 anos depois, cinco DVDs e um CD mapeiam a trajetória do branco que foi levado pela indústria fonográfica a se apoderar do ritmo criado pelos negros, virando o primeiro ídolo do rock. O CD Elvis At Sun reúne as 19 gravações feitas para a Sun Records entre julho de 1954 e novembro de 1955, quando o passe de Elvis foi comprado a peso de ouro pela multinacional RCA (hoje BMG).

O supra-sumo do pacote são os DVDs. A ST2 pôs nas lojas The Great Performances, coleção de três DVDs vendidos separadamente. O volume 2, The Man and His Music, destaca-se por exibir o cantor em vídeos caseiros. Mas é o volume 3 – From the Waist Up, documentário narrado por Bono Vox, o cantor do U2 – que permite ao ouvinte entender a ascensão e a queda de Elvis.

A fase descendente do ídolo aparece em dois DVDs editados pela BMG com áudio 5.1: o triplo Elvis ’68 Comeback Special e o duplo Aloha From Hawaii. O primeiro capta a retomada da carreira do cantor, a partir de especial gravado para a rede de televisão NBC em junho de 1968. O segundo flagra o astro em 1972, já inchado pelas drogas, em megashow no Havaí. Há excessos de takes alternativos nos DVDs, mas ambos cumprem a função de manter vivo o culto ao mito. Elvis não morreu.