Veja também outros sites:
 
   
Diversão & arte - Televisão
   
Divulgação

Eliana: mudança
de nome e mais
esportes radicais

Foco / Record
Eliana de olho em adolescentes

Diógenes Campanha

 

Desde que foi para as tardes da Record, em agosto de 2003, Eliana tenta ampliar sua faixa de público e atrair os adolescentes. Na segunda 15, ela reforçou a intenção com a estréia do Programa Eliana (seg. a sex., 15h). As mudanças começam pelo nome da atração, que antes se chamava Eliana na Fábrica Maluca. “Mudamos porque Fábrica Maluca tem uma conotação infantil, e o novo cenário não terá nada de fábrica”, diz Eliana. O cenário, de R$ 120 mil, abusa de cores fortes e
tem fotos em preto-e-branco da apresentadora. Os esportes radicais entram na reformulação: na estréia, Eliana e o personagem Chiquinho disputaram uma prova em um pára-sail – pára-quedas puxado por uma lancha.

Para agregar todas as faixas de público, a apresentadora quer diversificar os convidados. “Queremos trazer bandas como Detonautas e Charlie Brown Jr., de apelo adolescente, mas que agradam às crianças.” A mudança se estenderá ao próximo disco de Eliana, que pretende ter letras infantis com arranjos dançantes, além de continuar regravando canções dos anos 80, de olho nas pessoas que cresceram naquela década. “Acho bárbaro ser abordada por mães que me assistiam e que já têm filhos que me vêem. Fico orgulhosa e, nessas horas, sinto vontade de ser mãe também.”