Veja também outros sites:
 
   
Carta ao Leitor
   
Edu Lopes
Jonas Furtado e Cesar Itiberê trabalham na edição extra, em formato gigante, em homenagem ao maior ídolo
do esporte nacional
Piti Reali
Jonas com Flávia Alessandra na Costa do Sauípe

O inesquecível Ayrton Senna

O repórter Jonas Furtado tinha 17 anos e estava diante da televisão de casa. O editor de fotografia Cesar Itiberê tinha 35 anos e também assistia à corrida. Jonas subiu a escada que levava ao quarto do pai e comunicou-lhe: “Acho que o Senna morreu”. Itiberê reviu a cena da tragédia inúmeras vezes. “Para conseguir acreditar que aquilo era verdade”, recorda. Se o destino não estivesse a sua espreita na curva Tamburello, no circuito de Ímola, Ayrton Senna da Silva festejaria 44 anos no domingo 21 de março. Por isso, entre este final de semana e o dia 1º de maio, quando serão completados os 10 anos do desaparecimento do maior ídolo do esporte brasileiro, muitas homenagens acontecerão.

Na casa de Jonas, aquele dia fatídico empurrou pai e filho ao estádio do Morumbi, numa tentativa de driblar a dor. Jonas lembra-se que o São Paulo perdeu para o Palmeiras, a derrota tirou o seu time da luta pelo título paulista, mas nada daquilo teve importância. Nas arquibancadas, ele chorava o fim dos domingos de festa e das segundas-feiras mergulhado nos cadernos de esportes, saboreando os detalhes de uma vitória como se eles fossem – e quem pode assegurar se de fato não eram – o triunfo de uma nação sobre o mundo.

Três dias depois, Jonas matou aula e foi para a fila de milhares de pessoas que passaram pelo velório no prédio da Assembléia Legislativa de São Paulo. Itiberê coordenou na época a extensa cobertura da Folha de S. Paulo, que colocou 18 fotógrafos espalhados pela cidade, da Assembléia a pontes e viadutos, passando até pelo aluguel de um helicóptero, para registrar o luto de uma nação.

Reunidos na redação de Gente, esta dupla de fanáticos torcedores do piloto preparou uma edição extra, que
chega às bancas neste final de semana, em formato gigante, com as melhores fotos, a história e um pôster especial de Ayrton Senna – a nossa homenagem ao
ídolo que o Brasil não pode esquecer.

Luciano Suassuna
Diretor de Redação