Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

21/07/2003

   
 
Vicente Grecco
‘Chico estava mal, com febre. De uma hora para outra melhorou. Ele comentou que Emmanuel e doutor Bezerrra, seus amigos espirituais, estavam ao lado dos médicos o tempo todo, nos auxiliando. Não tenho dúvidas’ Eurípedes Tahan, médico de Chico

 

Gente Fora de Série
Último Capítulo
O fim da jornada
continuação

 
Claudio Gatti
O mausoléu de mármore onde
está o corpo de Chico Xavier

Os problemas de saúde, no entanto, o afastaram das psicografias por um tempo. “Ele ficou ausente durante quatro anos das reuniões públicas por causa do problema cardíaco”, relembra o médico de Chico Xavier, Eurípedes Tahan. O espírita tinha 73 anos quando sofreu um infarto e passou a ter crises de angina. “A dor de angina é como se fosse uma garra. E Chico agüentou tudo sem reclamar, alimentando-se direito e respeitando os horários dos medicamentos”, diz o médico. Nessa fase, o médium ainda continuou escrevendo respostas às cartas que recebia. “Ele não parava. A gente até se ofereceu para transcrever no computador o que ele respondia, mas ele não deixava. Dizia que a pessoa se sentiria melhor se recebesse a carta escrita por seu próprio punho”, conta Tahan. E, obviamente, ninguém discutia.

Reprodução
Na última foto, o médium com o filho Eurípedes e duas amigas, três dias antes de morrer

A recuperação de Chico Xavier antes dos 80 anos foi surpreendente. Tanto que ele voltou à ativa e trabalhou por mais de quinze anos, revigorado. Em 2001, um ano antes de falecer, sofreu um revés grave em sua saúde. “Tivemos que interná-lo. A angina se agravou e ele acabou tendo complicações nos pulmões, não respirava direito. Ficou dez dias no hospital”, lembra o médico, que acompanhou passo a passo o tratamento. Dessa vez, médicos, enfermeiras e amigos ficaram com nó na garganta. Acharam que o médium não sobreviveria. Mais uma vez ele se recuperou – e de forma misteriosa. “Chico estava mal, com febre. De uma hora para outra o quadro clínico dele simplesmente melhorou quase que na totalidade”, lembra o doutor Eurípedes. “Chico comentou que Emmanuel e doutor Bezerrra, seus amigos espirituais, estavam ao lado dos médicos o tempo todo, nos auxiliando. Eu não tenho dúvidas”, afirma .

Chico se foi num momento em que ninguém esperava, um ano depois. Quinze dias antes, chamou seu filho, seu médico e sua melhor amiga, Kátia. Combinou com eles três códigos de uma mensagem que mandaria depois que morresse. “Vão chegar muitas mensagens. Só as que tiverem esses códigos é que serão as verdadeiras”, avisou.

“Ele estava ótimo, me pedia para passear. Tinha hora que eu mesma me cansava. Falava ‘tiChico, agora vou deitar’. ‘Deitar que nada, eu quero sair! Isso não é hora de deitar! Vamos para a rua!’ Ele queria mais era andar”, lembra Kátia. “Busca a carretilha!”, gritava o médium, referindo-se à sua cadeira de rodas. Sua morte aconteceu numa dessas semanas triviais, de café quente à tarde, conversa na hora da novela, piadas entremeadas por atenção a quem recorria a ele. “Falávamos tanta besteira...”, lembra Kátia, com a voz embargada. Foi ela quem sentiu que as mãos de Chico estavam geladas demais naquele domingo de vitória do Brasil na Copa do Mundo, em 30 de junho do ano passado. O Brasil inteiro estava feliz, como Chico Xavier queria que estivesse no dia de sua morte. “Ela me ligou e eu senti que era a hora”, relembra o médico de Chico, que saiu de casa correndo. Deu tempo de Kátia servir-lhe o último café, de Eurípedes Vieira, filho do médium, olhá-lo nos olhos pela última vez e do médico amigo escutar o último suspiro. “Só me restou fazer uma prece”, conta o cardiologista.

NÃO PERCA!
Na próxima edição, o primeiro capítulo da biografia do presidente do PT, o ex-guerrilheiro José Genoino Neto: A INFÂNCIA NAS FRENTES DE TRABALHO NORDESTINAS, A DESCOBERTA DE UM NOVO MUNDO PELAS MÃOS DE UM PADRE E A PRIMEIRA FOTO DA VIDA, TIRADA AOS 26 ANOS DE IDADE: UM DOCUMENTO DA HISTÓRIA DO PAÍS.

1 | 2

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 207
ENQUETE
O que você achou da “brincadeira” de Silvio Santos sobre estar com doença grave e ter vendido o SBT?
:: VOTAR ::
 
QUEM SOU EU?
 BUSCA

FELICIDADE

Esqueça dinheiro, sorte e até inteligência. Leve em conta bom humor, generosidade e otimismo. Para você,
o que é a felicidade?
 
RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida

CALCULADORA
DA FAMA

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três