Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

17/02/2003

   
 
Fotos: André Durão
Em São Paulo, ele mora num dúplex.
No Rio, vive a três quadras da praia, e tem três carros na garagem:
“Adoro
dirigir”, diz Calainho
Fotos: André Durão
Calainho aprendeu com a mãe, os segredos da culinária: “A comida que eu mais gosto é a que eu faço”

 

Sociedade
Calainho depois de Angélica
Ex-namorado da apresentadora, Luís André Calainho nasceu na Suíça, diz que não gosta de ficar solteiro, é sócio em sete empresas, abrirá mais duas e sonha em ter um canal de tevê

Carla Felícia

 

Com negócios no Rio de Janeiro e em São Paulo, o empresário Luís André Calainho vive dividido entre as duas cidades. De segunda a quinta-feira, resolve seus negócios instalado em seu amplo dúplex no bairro de Moema, Zona Sul da capital paulista. No resto da semana, circula no bairro em que foi criado, Ipanema, na Zona Sul do Rio, onde mora num confortável apartamento de dois quartos, a três quadras da praia. Ex-namorado de Angélica, Calainho curte agora a fase de solteiro. “Não sou mulherengo, sou namorador. Fico incomodado quando fico muitos meses sozinho”, diz.

Embora se considere totalmente carioca, Calainho nasceu em Zurique, na Suíça. Seu pai, de quem herdou o nome, era comandante da Panair do Brasil e foi transferido para a Swissair um pouco antes de o filho nascer. Mas o empresário veio para o Rio aos dois anos de idade e cresceu entre o surfe, o futebol na rua e as brincadeiras com as duas irmãs, Daniela e Gabriela. “Ia à praia direto, sou viciado até hoje”, conta ele, entre goles de uma bebida energética, seu outro vício. Outra mania é cozinhar. Calainho aprendeu com a mãe, Maria Helena, os segredos da culinária. “A comida que eu mais gosto é a que eu faço. Para mim é uma terapia.”

Formado em Comunicação, André Calainho trabalhou em agências de publicidade antes de ser contratado pelo departamento de marketing da Brahma, em 1989. Depois de dois anos na empresa, teve a melhor performance entre os funcionários e ganhou um bônus equivalente a sete salários. Com ele, comprou seu primeiro carro, um Gol. “Minha família sempre foi de classe média alta, mas tudo que conquistei foi pelo meu trabalho.” Hoje, o Gol deu lugar a outros três carros, entre eles uma caminhonete Dakota. “Adoro dirigir, principalmente em estrada.”

O grande salto aconteceu em 1991, quando ele deixou a Brahma para ingressar na gravadora Sony Music. Até hoje se emociona ao contar como soube que havia conseguido o emprego: ao final do show que o espanhol Julio Iglesias deu no Maracanãzinho, o vice-presidente da Sony o apresentou ao cantor como o novo gerente de marketing da empresa. “Até hoje me arrepio quando lembro do Iglesias me cumprimentando.” Nos oito anos de Sony Music, onde chegou a ser vice-presidente, André Calainho diz ter conseguido o maior bem de sua vida: a convivência com os artistas da gravadora. Ele se orgulha de ter feito amizade com a maior parte deles, entre os quais o ídolo Roberto Carlos. “Foi demais me tornar amigo do Roberto. Quando era moleque cantava as músicas dele.”

Em 2000, o empresário decidiu se desligar da Sony Music para ter um negócio próprio. Para isso, não se incomodou em devolver um bônus de US$ 100 mil que havia recebido na renovação do contrato. Hoje, ele se diz realizado com os negócios que comanda: no Rio, é sócio da empresa Dial Brasil, que controla a franquia carioca da Rádio Jovem Pan e a produtora de eventos Fazz; e em São Paulo, com mais dois sócios, dirige uma editora, outras duas produtoras de eventos, o portal da internet Virgula e uma empresa de venda de produtos em bancas. Mas não pára por aí. Em março vai abrir uma boate para sete mil pessoas em São Paulo e inaugurar outra rádio no Rio, voltada para o público adulto. “Ele é um guerreiro”, diz o empresário Alexandre Accioly, que conhece Calainho há 12 anos e é sócio dele
na Dial Brasil. “Ele está 24 horas por dia produzindo, pensando em oportunidades de negócios. Mas embora
esteja 100% ligado ao trabalho, ele não descuida das amizades.” O próximo passo é um canal de televisão.
“É um grande sonho entrar nesse ramo.”

Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 185
ENQUETE
Angélica e Maurício Mattar reataram o
namoro pela terceira
vez. Você acha que
eles vão se casar?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua
novela preferida
TESTE
Inteligência Sexual
Quanto mais uma pessoa entende de sexo, mais satisfação na cama ela tem
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
 
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2003 Editora Três