Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

04/11/2002

   
 
Anderson Schneider
Ele esteve ao lado de Lula na derrota de
1989: “Quase ninguém ligou para nós porque a festa era do outro”, lembra Mercadante

Os Poderosos do PT
Aloizio Mercadante
A voz econômica do PT

Juliana Lopes e Jonas Furtado

 

A passagem mais forte na vida do senador Aloizio Mercadante com Lula foi no dia da posse de Fernando Collor, eleito presidente em 1989. Os dois e o assessor de imprensa Ricardo Kotscho assistiram à cerimônia pela tevê, na casa de Lula. “A gente ria porque o telefone não tocava. Quase ninguém ligou porque a festa era do outro. Naquele momento éramos só nós. Ficaram os amigos”, lembra. A amizade é tão forte que entre eles o clima é de brincadeira. “Longe das reuniões, sempre contamos piadas e falamos bobagem”, diz.

Formado em Economia e Administração, ex-bancário, ele é filho de general. Seu pai, Oswaldo Muniz Oliva, pensou em abandonar a patente pois o filho estava fichado no Dops, órgão da repressão na ditadura. Em 1976, ele fazia
mestrado e estudava a indústria automobilística quando visitou o Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo.
Lá, conheceu Lula. Mercadante é cotado para o Itamaraty, de onde negociaria a Alca.

“Na área econômica, Lula dá atenção especial ao Aloizio”, diz Ricardo Berzoini, deputado por São Paulo. “Estou preparado para assumir qualquer cargo, mas depois de receber votos de 10,5 milhões de pessoas gostaria de ficar no Senado”, diz Mercadante, vice de Lula em 1994, e escolhido em agosto Economista do Ano pela Ordem dos Economistas do Brasil – título já dado ao presidente do Banco Central, Armínio Fraga.

Casado há 20 anos com a socióloga Maria Regina de Barros, com quem tem dois filhos - Mariana, 18, e Pedro, 16 –, Mercadante foi abalado por duas mortes no início dos anos 80: a de sua primeira mulher, Jane, vítima de câncer, em 1981, e a do amigo Luiz Travassos, ex-presidente da
UNE, em um acidente em que Aloizio dirigia o carro, em
1982. O novo senador conta que Lula sempre esteve
atento aos problemas pessoais dos companheiros. “Ele não deixa os amigos na estrada”, diz.

 

Quem são as pessoas com influência no PT e que
vão ajudar o novo presidente a governar o Brasil
Antonio Palocci
Filho
José Dirceu Luiz Dulci
Aloizio Mercadante Guido Mantega
Jacques Wagner Sigmaringa Seixas Vicentinho
Luís Favre Telma de Souza Ricardo Kotscho  
José Genoino      
Comente esta matéria
 
 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 170
FÓRUM
 
ENQUETE
Qual você acredita
que será o futuro
de José Serra ?
:: VOTAR ::
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | ISTOÉ DINHEIRO | PLANETA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três