Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

05/08/2002

   
Fotos: André Durão
“Os brasileiros têm corpos lindos”, elogia Ana, que antes de se mudar para o Rio, só sabia que o Brasil era o país de Tom Jobim, do Carnaval e do futebol
Fotos: André Durão
Ana Claudia se encontrou uma única vez com Glória Pires e não assistiu à produção brasileira para não se influenciar
Divulgação

 

Trabalho / Ana Cláudia Talancón
Ela vale tudo
Escolhida entre 700 atrizes latinas, a mexicana mudou-se para o Rio para fazer a vilã Maria de Fátima, papel de Glória Pires na versão em espanhol da novela Vale Tudo

Eduardo Minc

 

Caminhar anonimamente pelo Rio de Janeiro tem sido um dos maiores prazeres da mexicana Ana Claudia Talancón. Enquanto no Brasil ela não passa de mais uma menina bonita, no México a atriz de 22 anos é apontada como a grande revelação do cinema latino. “Não deixo de fazer nada, mas no México é impossível andar sem ser assediada”, conta. Ana Claudia ganhou notoriedade ao atuar no filme O Cometa, quando tinha apenas 17 anos. Seu desempenho lhe valeu o Prêmio Ariel de melhor atriz de 1997 – espécie de Oscar do cinema mexicano. O sucesso obtido nas telas continua lhe rendendo dividendos. A mexicana interpreta a vilã Maria de Fátima em Vale Todo, versão latina da novela Vale Tudo, de Gilberto Braga, exibida pela Globo em 1988, e agora levada ao ar nos Estados Unidos.

Desde março no Brasil para as gravações da novela – co-produzida pela Globo e Telemundo –, Ana Claudia quis criar sua própria Maria de Fátima. Por isso, não assistiu à trama original com Glória Pires. “Pode ser uma versão, mas faço questão de ser original”, diz ela, que se encontrou uma única vez com Glória Pires. “Ela me disse que eu tinha luz própria e que meu talento era maior que minha beleza”, conta. Enquanto vive a experiência de gravar uma novela fora do México, aguarda com expectativa o lançamento de seu último filme, El Padre Amaro. Na produção, ela vive uma jovem que se apaixona por um padre. O trabalho anda mexendo com a tradição do catolicismo mexicano. “Já fizeram até um site para convencer as pessoas a não assistirem ao filme”, conta.

Escolhida entre 700 candidatas da América Latina, Ana Claudia desfruta de privilégios maiores do que os de algumas colegas brasileiras. Mora num apartamento alugado pela Globo e tem motorista à disposição. São cerca de nove horas de trabalho por dia, mas Ana não perde o humor. Adora correr e passa a maior parte do tempo cantando. “No chuveiro, então, ninguém me segura”, brinca. Nos poucos momentos de folga, ela gosta de sair para dançar, ir à praia e viajar. Ana, que está solteira, tem se mostrado encantada com a boa forma dos cariocas. “Os brasileiros têm corpos lindos”, elogia. Antes de se mudar para o Rio, só sabia que o Brasil era o país de Tom Jobim, do Carnaval e do futebol.

Natural de Cancún, Caribe mexicano, Ana vive sozinha num apartamento na Cidade do México. Ela deixou a casa dos pais logo depois de seu primeiro trabalho, aos 17 anos. Determinada, quer pôr em prática um sonho antigo assim que terminarem as gravações de Vale Todo, em novembro: pretende se transferir para os Estados Unidos. Vai tentar a sorte em Hollywood.

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 157
ENQUETE
O senador Gerson Camata, marido de Rita Camata, candidata a vice de Serra, queixa-se que ela sumiu de casa e o filho de dois anos chora muito a sua falta. Você acha que ela deveria renunciar à candidatura?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Paulo Coelho foi eleito membro da ABL por estar na lista dos mais vendidos em todo o mundo, mas a crítica sempre perseguiu o mago. E você? Lê Paulo Coelho? O que pensa a respeito? Dê sua opinião
 
 BUSCA

RESUMO DAS NOVELAS
Saiba o que vai acontecer durante a semana na sua novela preferida
JOGOS
Monte sua alma-gêmea e ganhe um papel de parede para seu computador
• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três