Veja também outros sites:
Home •• Revista ••• Reportagens  
Reportagens

03/06/2002

   
 
Carol Feichas
A triatleta Fernanda Keller chegou em
terceiro lugar
Carol Feichas
O trio de vencedores: Spencer Smith (ao centro), Lothar Leder (à esq.) e Eduardo Sturla (à dir.)

 

Ironman Brasil 2002
Atletas de ferro
A participação do empresário João Paulo
Diniz foi a grande surpresa na competição
que reuniu 654 esportistas em Florianópolis
na busca de uma vaga para o mundial no Havaí

Fábio Farah, de Florianópolis

 
Carol Feichas
João Paulo Diniz foi a grande surpresa da competição. Ele completou as provas de natação e ciclismo, mas abandonou a corrida com apenas 3 km percorridos

Florianópolis foi invadida por um time de atletas de ferro no sábado 25. Os participantes do Ironman Brasil 2002, a prova mais importante e tradicional do triathlon mundial, tomou as ruas da capital catarinense e serviu como única seletiva da América Latina para o Mundial do Havaí, que será realizado em outubro. Uma equipe de 654 esportistas de 29 países enfrentaram 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida numa disputa por cinqüenta vagas para a final. Apesar de ter abandonado a prova na última etapa, o empresário João Paulo Diniz foi uma das estrelas da competição, já que esta foi a primeira prova de fôlego de que participou desde o acidente sofrido há nove meses, quando o helicóptero em que viajava caiu no mar de Maresias, litoral norte de São Paulo, matando sua namorada, a modelo Fernanda Vogel, e o piloto.

O inglês Spencer Smith, de 29 anos, consagrou-se vencedor da competição. Completou a prova em 8h15min38. “A paisagem ajudou muito, assim como o percurso quase plano”, festejou. Atrás dele no pódio ficaram o alemão Lothar Leder, em segundo lugar, e o argentino Eduardo Sturla, em terceiro. Outro argentino, Oscar Galindez, pentacampeão brasileiro, chegou em quinto lugar. Renato Dantas foi o primeiro brasileiro a completar a prova. Com um patrocínio de R$ 200, alcançou a linha de chegada em 11o lugar. Na prova feminina a vencedora foi Nicole Leder, esposa de Lothar Leder, o segundo. “Foi uma verdadeira vitória feminina. Nada poderia ter sido melhor”, comemorou. A campeã foi seguida pela colombiana Carmenza Morales.

A triatleta brasileira Fernanda Keller ficou com a terceira colocação. “Esta prova serviu para ganhar ritmo de competição. Meu objetivo final em toda a temporada é o Havaí, onde foram escritas as páginas mais importantes da minha história”, disse. Fernanda já participou de 13 edições consecutivas do Campeonato Mundial de Ironman, conquistando cinco medalhas de bronze.

Campeão mundial e um dos favoritos na categoria deficientes físicos, Rivaldo Martins, de 42 anos, foi obrigado a assistir à prova como simples espectador. Sofreu um atropelamento em Brasília e não conseguiu recuperar-se a tempo de participar da etapa catarinense. “Desejava bater meu recorde mundial no Brasil, mas infelizmente terei que adiar esse antigo sonho”, lamentou.

“Não dou chance para traumas”
Carol Feichas
A presença de João Paulo Diniz no Ironman Brasil 2002 foi uma surpresa. Ele completou as provas de natação e ciclismo, mas abandonou a corrida depois de percorrer apenas 3 km. O Ironman foi sua primeira competição de fôlego depois do trágico acidente de helicóptero que sofreu em julho de 2001.

Por que sua participação no evento não foi divulgada previamente?
Eu não divulguei que viria porque sabia que não conseguiria terminar a prova.

Há quanto tempo você participa desta competição?
Desde 1996, mas pratico triathlon há 12 anos.

O que você achou da prova este ano?
O mar não estava gelado, não ventava muito e o cenário era maravilhoso. Como eu não havia treinado, não terminei a prova. Mas fiquei surpreso com meu desempenho. Consegui fazer a natação, pedalar e correr um pouco.

Na prova da natação, no mar, você teve alguma sensação desagradável em função do acidente que sofreu?
Não tive problemas com o mar. Não dou chance para traumas. Dois dias depois do acidente eu já andava de helicóptero e fiz vários treinos no mar.

De que forma o acidente mudou sua vida?
O acidente mudou a minha vida apenas porque deixei de correr e treinar por um tempo. Eu tive um sério problema na coluna e só agora estou me recuperando.

Qual será sua próxima competição?
Será a maratona de Chicago, mas minha participação dependerá do meu técnico.

 

Comente esta matéria
Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 148
 
ENQUETE
Milú Villela diz: "É in fazer alguma coisa pelo País, é totalmente out não fazer nada". E você? Faz algum trabalho voluntário?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
"Os homens sempre quiseram mandar nas mulheres, por isso se viram no direito de matar." declara a procuradora Luiza Nagib Eluf. O que você pensa a respeito dos crimes passionais? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

Dupla dinâmica
Ex-sócio de Serra fez dobradinha com Ricardo Sérgio em operações fraudulentas

Teste
Como anda a sua Inteligência Emocional?

Feras indomáveis
Marcas desconhecidas avançam sobre mitos como Porsche e Ferrari

Olho biônico
Equipe com oftaltalmo brasileiro devolve a visão a um cego implantando chip na retina

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três