Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Televisão

03/06/2002

   
Divulgação
Betty, a Feia: sem dramalhão, sem mocinha sofredora e com uma protagonista horrorosa

 

 

 

 

 

Novela
Betty, a feia
Rede TV! entra na teledramaturgia
com produto colombiano

Marina Monzillo


Para estrear na teledramaturgia, a Rede TV! investiu US$ 3 milhões numa novela colombiana. Antes de torcer o nariz para Betty, a Feia (seg. a sáb, às 20h15), é preciso saber que a produção foi disputada por Globo e SBT, elevou a audiência do canal colombiano RCN de 31 para 51 pontos e alcançou 50 pontos no Chile. E isso sem dramalhão, sem mocinha sofredora e sem protagonista bonitinha.

Betty, a Feia é bem diferente das similares mexicanas e venezuelanas que costumam chegar ao País. Primeiro porque é verdadeiramente engraçada, ou seja, não faz rir por ser malfeita. Segundo, porque aposta numa personagem que foge do padrão. Com óculos fundo-de-garrafa, franja esquisita e roupas que parecem sacos, Betty (Ana Maria Orozco) está longe de ser a mocinha por quem os espectadores torcem – inclusive no Brasil. Ainda, a novela critica a elite, que vive metida em intrigas pelo poder, porém sai sempre sorridente nas fotos das revistas.

Claro que se trata de um produto feito sem o padrão de qualidade a que se está acostumado no Brasil. Os cenários são fake, a iluminação, ruim, os figurinos são engraçados e é óbvio que todo mundo imagina como vai terminar a história. Mas pelo menos Betty, a Feia faz rir com suas piadas. Em que outra novela é possível um personagem dizer, sem a mínima autopiedade: “Meu pai ainda acha que algum homem vai me atacar. Ele é o único que não percebeu que sua filha é feia”? Pois é. Patinho feio colombiano

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 148
 
ENQUETE
Milú Villela diz: "É in fazer alguma coisa pelo País, é totalmente out não fazer nada". E você? Faz algum trabalho voluntário?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
"Os homens sempre quiseram mandar nas mulheres, por isso se viram no direito de matar." declara a procuradora Luiza Nagib Eluf. O que você pensa a respeito dos crimes passionais? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

Dupla dinâmica
Ex-sócio de Serra fez dobradinha com Ricardo Sérgio em operações fraudulentas

Teste
Como anda a sua Inteligência Emocional?

Feras indomáveis
Marcas desconhecidas avançam sobre mitos como Porsche e Ferrari

Olho biônico
Equipe com oftaltalmo brasileiro devolve a visão a um cego implantando chip na retina

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três