Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Livros

03/06/2002

   
Divulgação

Tomás Eloy Martinez: soberba omo tema da série "Plenos Pecados"

 
 

 

 

 

 

 

Romance
O Vôo da Rainha
Caso Pimenta Neves inspira escritor argentino

Flávio Moura


Em 1980, o filósofo francês Louis Althusser estrangulou Hélène, mulher com quem convivera por trinta anos. Quarenta anos atrás, Norman Mailer, revelação da prosa americana do pós-guerra, chegou tarde de uma festa e esfaqueou a esposa. Um terceiro episódio ocorreu há dois anos, quando o jornalista Antonio Pimenta Neves assassinou a ex-namorada, Sandra Gomide. Inspirado na história de Pimenta, O Vôo da Rainha (Objetiva, 280 págs. R$ 27,90), mais recente livro do argentino Tomás Eloy Martinez, elabora uma questão comum a todos esses casos: até que ponto uma vida dedicada à razão é incompatível com atos do mais puro irracionalismo?
Há insondáveis mecanismos no caminho que leva da sanidade à loucura. Mas um papel razoável pode ser desempenhado pela soberba, vício que serve de mote para a obra. Sétimo livro da bem-sucedida série “Plenos Pecados”, O Vôo da Rainha relata a paixão obsessiva de um diretor de jornal, Gregorio Magno Camargo, por uma repórter, também argentina, chamada Reina (rainha, em espanhol) Remis. À medida que a relação se complica, Camargo é consumido pela própria arrogância.

Há um capítulo inteiro dedicado ao caso Pimenta. O jornalista brasileiro aparece como amigo do protagonista e confere à leitura uma estranha sensação de familiaridade. Não se trata de uma investigação jornalística, mas de uma forma particular de mistura entre o real e o imaginário. Ao manter a prosa numa zona de penumbra entre os dois pólos, Eloy Martinez leva para o campo da forma seu tema principal e mostra por que é um autor de primeira linha. Entre fatos e imaginação

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 148
 
ENQUETE
Milú Villela diz: "É in fazer alguma coisa pelo País, é totalmente out não fazer nada". E você? Faz algum trabalho voluntário?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
"Os homens sempre quiseram mandar nas mulheres, por isso se viram no direito de matar." declara a procuradora Luiza Nagib Eluf. O que você pensa a respeito dos crimes passionais? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

Dupla dinâmica
Ex-sócio de Serra fez dobradinha com Ricardo Sérgio em operações fraudulentas

Teste
Como anda a sua Inteligência Emocional?

Feras indomáveis
Marcas desconhecidas avançam sobre mitos como Porsche e Ferrari

Olho biônico
Equipe com oftaltalmo brasileiro devolve a visão a um cego implantando chip na retina

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três