Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Televisão

22/04/2002

   
Divulgação
Annenberg: busca de soluções

 

 

 

 

 

Foco
Tevê por assinatura tenta sair da crise

Mariane Morisawa


Saudada com otimismo no início da década de 90, a tevê por assinatura sofre com a estagnação na quantidade de assinantes. Nos últimos tempos, houve uma quase paralisação do setor: de 3.441.875 assinantes em 2000 para 3.495.799 em setembro de 2001 (ainda não há dados consolidados do ano inteiro). “O principal motivo é o estado geral da economia, já que esse tipo de produto sofre muito com problemas nessa área. Mas o modelo de negócio no País não parece adequado à realidade brasileira”, diz Alexandre Annenberg, diretor-executivo da Associação Brasileira de Telecomunicações por Assinatura (ABTA).

No Brasil, o modelo prevê a competitividade. Em São Paulo, por exemplo, TVA e Net construíram redes superpostas servindo às mesmas ruas. Como não conseguem grande penetração, por dividirem os consumidores, investem em canais exclusivos para conquistar assinantes. Caros, eles oneram as mensalidades, o que afasta clientes, especialmente da classe C – tanto que a adesão chega a apenas 15% nesse segmento. “Além disso, a programação importada não interessa tanto a essa classe. Seria bom haver mais conteúdo nacional, principalmente local”, afirma Annenberg. As soluções para a crise, espera a ABTA, virão das discussões que a entidade está promovendo entre operadores, programadores e fornecedores.

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 142
 
ENQUETE
Você acha que Ronaldinho pode salvar a Seleção na Copa?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 1
Ao assumir que tem bulimia em cadeia nacional, Leka levantou a discussão sobre os distúrbios alimentares. Você acha que esta atitude ajuda a combater a doença ou estimula a obsessão por um corpo magro? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

"Aqui não há recompensas"
: Lygia Fagundes Tellles diz que fez palestras para ganhar dinheiro

Oráculo Celta
Conheça a Voz da Floresta

O apetite de Bolla
O garçom que virou dono de restaurantes sofisticados

Dino cão-de-guarda e o repórter-robô
Nova geração
de seres metálicos promete aposentar seguranças e correspondentes
de guerra

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três