Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Teatro

22/04/2002

   
Divulgação
Só Mais um Instante: discussão sobre a dificuldade de dizer a verdade em família

 

 

 

 

 

Drama
Só Mais um Instante
Peça de Marta Góes discute o afeto em família e a dificuldade de contar verdades que frustram

Gisele Vitória


Para alimentar a coragem de contar verdades difíceis, que provocam dor ou que frustram expectativas de gente querida, um instante a mais é fôlego precioso. Para afligir-se com o medo de frustrar e voltar atrás, só mais um instante basta. Algumas vezes, contudo, o tempo urge e não poupa da coragem nascida a fórceps aqueles que passam a vida pedindo tempo para tomar decisões. No espetáculo Só Mais um Instante, que estreou quinta-feira 11 em São Paulo, é inevitável que o espectador se lembre da última vez em que protegeu os pais ou um filho de uma notícia desagradável ou do dia em que esteve diante de uma revelação frustrante.

O texto primoroso de Marta Góes – de Um Porto para Elizabeth Bishop, monólogo que rendeu à atriz Regina Braga o prêmio APCA/2001 – equilibra momentos de humor e fina ironia com outros de profunda emoção. No palco, sob a direção do prestigiado Elias Andreato, a temática é traduzida pela história de uma família de classe média paulistana. Enquanto o contido adolescente Cao (João Paulo Lorenzon) omite seus fracassos e desejos à mãe viúva (Tânia Bondezan) para não feri-la, a impulsiva Isa, filha mais velha (Heloisa Cintra), defende a sinceridade acima de qualquer decepção. Seja para contar o baixo desempenho no vestibular do rapaz, a experiência com drogas testemunhada pela amiga da mãe ou a relação amorosa da moça com um homem mais velho. A prova de fogo de Cao é descobrir que o ato de contar também significa proteger e prestar socorro. A atuação dos dois jovens, com pouco ritmo no início, ganha força no decorrer do espetáculo, que tem no final o seu apogeu. Prepare-se para se emocionar

 

Teatro Faap
R. Alagoas, 903,
tel.: (11) 3662-1992 – São Paulo
Até 13/06

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 142
 
ENQUETE
Você acha que Ronaldinho pode salvar a Seleção na Copa?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 1
Ao assumir que tem bulimia em cadeia nacional, Leka levantou a discussão sobre os distúrbios alimentares. Você acha que esta atitude ajuda a combater a doença ou estimula a obsessão por um corpo magro? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

"Aqui não há recompensas"
: Lygia Fagundes Tellles diz que fez palestras para ganhar dinheiro

Oráculo Celta
Conheça a Voz da Floresta

O apetite de Bolla
O garçom que virou dono de restaurantes sofisticados

Dino cão-de-guarda e o repórter-robô
Nova geração
de seres metálicos promete aposentar seguranças e correspondentes
de guerra

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três