Veja também outros sites:
Home •• Revista ••Diversão & Arte  
Diversão & arte - Livros

22/04/2002

   
Divulgação
O escritor inglês Nick Hornby: popstar da literatura
 
 
Leia trecho do livro
• Como Ser Legal

 

 

 

 

 

Romance
Como Ser Legal
Hornby discute relacionamento e individualidade

Mariane Morisawa


Seus lançamentos na Inglaterra são tão aguardados quanto o último disco do Oasis. Autor de Febre de Bola, Alta Fidelidade e Um Grande Garoto, o escritor Nick Hornby é o queridinho do mundo pop. Seu mais recente livro, Como Ser Legal, está saindo agora no Brasil pela editora Rocco (R$ 31, 308 págs.). Nele, não há menções a futebol ou listas de melhores discos, e Hornby prova de novo que, além de escritor pop, é romancista de qualidade.

Em Como Ser Legal, o personagem principal é uma mulher. A bem da verdade, Katie Carr está mais para homem da casa do que dona-de-casa. Ela é médica, casada, com dois filhos. Seu marido, David, praticamente não trabalha. O livro começa com a protagonista pedindo o divórcio, por celular. Não agüenta mais o marido mal-humorado. A partir daí, o romance se desenvolve como a tentativa de Katie de reconstruir seu casamento ao mesmo tempo em que observa a transformação de David em um quase desconhecido.

No entanto, o livro não se contenta em ser um inventário de um relacionamento moderno, mas também uma discussão de individualidade versus coletividade, solidariedade versus bem-estar pessoal. Com personagens facilmente identificáveis entre os nossos amigos – ou nós mesmos –, Como Ser Legal faz pensar e também diverte, ainda que não seja tão engraçado como Alta Fidelidade. Hornby continua a ser a voz da gente entre 20 e 30 e poucos anos. Porta-voz de uma geração

 

Clique para vê-la ampliada
EDIÇÃO 142
 
ENQUETE
Você acha que Ronaldinho pode salvar a Seleção na Copa?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM 1
Ao assumir que tem bulimia em cadeia nacional, Leka levantou a discussão sobre os distúrbios alimentares. Você acha que esta atitude ajuda a combater a doença ou estimula a obsessão por um corpo magro? Dê sua opinião
 
 BUSCA

LEIA TAMBÉM
 

"Aqui não há recompensas"
: Lygia Fagundes Tellles diz que fez palestras para ganhar dinheiro

Oráculo Celta
Conheça a Voz da Floresta

O apetite de Bolla
O garçom que virou dono de restaurantes sofisticados

Dino cão-de-guarda e o repórter-robô
Nova geração
de seres metálicos promete aposentar seguranças e correspondentes
de guerra

• Fale conosco
• Expediente
• Assinaturas
• Publicidade
| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três