Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 128
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

14/01/2002

JUSTIÇA

Uma decisão inédita
Juiz dá guarda provisória do filho de Cássia Eller a sua companheira, Eugênia Martins, medida apoiada pela
família da cantora

Fotos exclusivas de Cássia Eller e do filho
Clique nas
fotos para ampliá-las

Juliana Lopes e Vivianne Cohen

Marco Terranova/AJB
Cássia com Chicão
ainda bebê

A dúvida pairou, por alguns segundos, na cabeça de Chicão: para quem daria o cartão desenhado nas aulas de Artes do Ceat, Centro Educacional Anísio Teixeira, como presente de Dia das Mães no ano passado? Para a mãe biológica, Cássia Eller, ou para “mãinha”, a companheira da cantora, Maria Eugênia Vieira Martins? Ele escolheu Eugênia. A opção não surpreendeu quem acompanha a vida escolar de Chicão. Desde que foi matriculado em 1998 no colégio, no Rio, é Eugênia quem cuida de sua educação. Cássia vivia em compromissos profissionais. “O Chicão é como se fosse filho dela”, diz a diretora Emília Maria Augusto dos Santos. O fato tornou-se direito. Desde a terça-feira 8, Eugênia é a tutora de Francisco Ribeiro Eller.

É algo inédito no Brasil. Pela primeira vez a Justiça concede a uma mulher a guarda, ainda que provisória, do filho de sua companheira. Apesar de a união homossexual não ser reconhecida em lei, o juiz Leonardo Castro Gomes, da 1ª Vara da Infância e Juventude, do Rio de Janeiro, decidiu que Chicão deve ser criado por Eugênia. O juiz a considerou a pessoa mais importante para Chicão. A palavra final sobre a tutela só será conhecida em seis meses. Se a decisão de Gomes for mantida, Eugênia será responsável por Chicão até ele completar 21 anos e terá a tutela dos bens que ele herdar. “Estou muito feliz por mim, pelo Chicão e pela Cássia”, disse Eugênia, companheira de 14 anos de Cássia Eller, ao advogado Marcos André Campuzano, ao saber do despacho do juiz.

“Estou muito feliz por mim, pelo Chicão e pela Cássia’’
Eugênia Martins, ao saber que ganhara a guarda do menino que criou como filho

Por pouco, a história vira um imbróglio familiar. O sargento aposentado Altair Eller, pai de Cássia, disse a IstoÉ que lutaria pela guarda de Chicão. Suas declarações foram repreendidas pelos parentes. “Estamos chocados”, disse Carla Eller, irmã de Cássia. “Eugênia sempre foi a mãe de Chicão e vai continuar sendo”, afirmou Rúbia Eller, outra irmã. “Não esperávamos isso de ninguém, muito menos dele”, acrescentou Priscila Eller, 18 anos, sobrinha da cantora. Priscila contou que o avô tem uma relação distante da família desde a separação da avó, há 17 anos: “Ele só liga para pedir alguma coisa, não liga no aniversário de ninguém. Fazia cinco anos que eu não o via”, disse.

Altair só encontrou Chicão três vezes. A última foi entre agosto e outubro de 2001, quando passou quase dois meses no Rio para operar o joelho. Hospedou-se na casa de Cássia com a segunda mulher, Lucinete, e o filho, Tiago, dois anos. Lá, comemorou seu 66º aniversário no dia 28 de setembro numa festinha íntima organizada por Eugênia com direito a bolo de chocolate, velinhas e parabéns, como mostram as fotos cedidas pelo pai de Cássia a Gente. Eugênia fez o bolo. Um clima bem diferente do existente logo após a morte de Cássia. Ao jornal O Globo, ela comentou as declarações de Altair: “Desconfio que ele possa querer a guarda por uma questão financeira”. Na temporada carioca, Altair visitou o Cristo Redentor e Petrópolis.

“Elas sempre se apresentaram comoo casal responsável
pelo Chicão ’’
Emília dos Santos, diretora da escola de Chicão

Com a confusão, Altair disse que foi mal interpretado e mudou o discurso. “Seria uma covardia minha tirar meu neto da Eugênia. Ele falava para todo mundo que a mãe era casada com ela. Seria traumatizante”, afirmou. “A Justiça naturalmente me dá o direito de ficar com ele, mas abro mão.” Ao pé da letra da lei, Altair seria o tutor. Pelo Código Civil e mesmo pelo Estatuto da Criança e do Adolescente a guarda de órfãos (o pai de Chicão, o músico Tavinho Fialho morreu antes de o menino nascer) costuma ser repassada aos avós maternos. E o avô tem preferência segundo o Código, de 1916.

próxima >>

Leia mais

“Mãe, você não é mulher”
Amiga suspeitou de cocaína

Comente esta matéria
 



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE 1
Quem foi o mais bem vestido de 2001?
:: VOTAR ::
 
ENQUETE 2
Quem foi o mais mal vestido de 2001?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
Em decisão inédita a Justiça brasileira deu a guarda provisória do filho de Cássia Eller, Chicão, para sua companheira Eugênia. O que você acha disso?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala
 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1999/2002 Editora Três