Clique para ver a capa ampliada
EDIÇÃO 125
 CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 BATE PAPO
 GALERIA DE FOTOS
 JOGOS E TESTES
 MULTIMÍDIA
 QUIZ
 SEÇÕES
 ACONTECEU
 BASTIDORES
 CELEBRIDADE
 DIVERSÃO & ARTE
 ENTREVISTA
 ESTILO
 EXCLUSIVAS
 IMAGENS DA SEMANA
 INTERNET
 MODA
 MUNDO
 QUEM SOU EU?
 REPORTAGENS
 URGENTE
 SERVIÇOS
 ASSINATURAS
 ASSINE NEWSLETTER
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ESPECIAIS
 EXPEDIENTE
 FALE CONOSCO
 PUBLICIDADE
 BUSCA

 

 

17/12/2001

CINEMA

O senhor que criou os anéis
Depois de estudar vários idiomas e lutar na Primeira Guerra Mundial, autor dedicou-se a escrever uma das obras mais lidas no mundo

Marina Monzillo

AP
Tolkien: comparado a elfos

Quando era bebê, John Ronald Reuel Tolkien foi comparado a um elfo. Filho de ingleses que moravam na África do Sul, o menino sofria de problemas de saúde devido ao clima quente da região, e só podia usar roupas brancas, o que levou sua própria mãe a fazer a comparação. J.R.R. Tolkien nasceu em 1892, perto da Cidade do Cabo, e o comentário da mãe acabou provando ser premonitório: elfos, assim como hobbits e magos, estariam fortemente presentes em sua vida.

Após a morte do pai, o jovem mudou-se para a Grã-Bretanha e descobriu a paixão por idiomas. Aprendeu latim e francês e observava, nos vagões de trem de carvão, palavras escritas em galês, que mais tarde o inspirariam a criar as línguas élficas usadas em suas histórias.

Aos 12 anos, quando ficou órfão também de mãe, Tolkien e o irmão, Hilary, ficaram sob a responsabilidade de um tutor. Aos 16 anos, o futuro escritor conheceu Edith Bratt, outra órfã. Os dois se apaixonaram, mas o tutor o proibiu de ver a menina até terminar a escola.

Tolkien obedeceu, mas não esqueceu a amada, com quem se casou após se formar em Oxford. Na universidade, ele aprofundou seus conhecimentos de línguas – aprendeu alemão, inglês antigo e finlandês -- e começou a dar forma ao quenya, um de seus idiomas ficcionais.

A dedicação aos estudos foi interrompida quando Tolkien foi convocado para a Primeira Guerra Mundial. Após alguns meses no front, ele foi mandado para casa: tinha contraído a “febre das trincheiras”, infecção causada pelas péssimas condições de higiene no exército. Foi no período de convalescença que Tolkien começou a rascunhar o que se tornariam suas histórias sobre a Terra-média.

Nos anos seguintes, Tolkien se dividiu entre a carreira acadêmica e a criação de sua mitologia. O Hobbit, sua primeira publicação, saiu em 1937, e o sucesso foi fenomenal. O Senhor dos Anéis, lançado em 1954, arrebanhou milhões de fãs pelo planeta. O culto a sua obra e a sua figura deixavam Tolkien satisfeito, mas também passaram a atormentá-lo: ele se tornou objeto de bisbilhoteiros, e sua casa, em Oxford, virou ponto turístico de fanáticos, o que só se intensificou após sua morte, em 1973, aos 81 anos.

 

Leia Mais:
Unidos pelo anel
A princesa da Internet
Tolkien na ponta da língua
Anéis que valem ouro
• O senhor que criou os anéis

 

Comente esta matéria
 



Altar Virtual
Cartomancia
Novo Tarô
Biscoito da sorte
Realejo
Bola 8
Par perfeito
I-Ching
Runas
Vidente
Numerologia
Horóscopo
 
ENQUETE
Bárbara e Supla continuarão namorando após a saída da Casa?
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
A atriz Franciely Freduzeski posou nua para uma revista. O marido, que primeiro incentivou a atitude, decidiu se separar dela depois das fotos. O que você acha desta atitude?
 
CHAT
Nome (até 20 caracteres):
Escolha uma sala
 
 

| ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA | ISTOÉ DIGITAL |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE | AVISO LEGAL
© Copyright 1996/2001 Editora Três