25 de outubro de 1999
Home
Home
Semana
Diversão e Arte
Outras Edições
Fale Conosco
Assine
Assine
Assine
Assine
Assine
Busca



Hilton Gomes
Morre no Rio, aos 75 anos, de parada cardiorrespiratória, o primeiro apresentador do Jornal Nacional

FOTO: PEDRO AGILSON

“O Jornal Nacional da Rede Globo, integrando um novo Brasil, inaugura-se neste momento.” A declaração solene de Hilton Gomes de Souza, às 19h30 de 1.º de setembro de 1969, foi lembrada no domingo 17, quando ele morreu vítima de uma parada cardiorrespiratória, no Rio, aos 75 anos. Hilton foi o primeiro apresentador de notícias da tevê brasileira, no Telejornal Brahma, além de participar da primeira transmissão via satélite no País, narrar o lançamento da nave Apolo 11 e o enterro do presidente norte-americano John Fitzgerald Kennedy, entre outras coberturas marcantes. Pai de quatro filhos, três deles também trabalhando em televisão, Hilton esteve próximo ao trabalho que tanto amou até o fim. “Embora ele não pudesse mais trabalhar, esse era o assunto favorito do meu pai”, diz Roberto, o caçula, diretor do quadro Flora Encantada, do programa da Angélica. “A única coisa que ele gostava mais eram os oito netos.” Foi enterrado no cemitério São João Batista, no Rio, na segunda-feira 18.

Calim Eid
O empresário Calim Eid, tesoureiro das campanhas eleitorais do ex-prefeito Paulo Maluf (PPB), morreu em um acidente de carro na rodovia Ayrton Senna, em São Paulo, no sábado 16, aos 76 anos. Ele voltava sozinho de Santo Antônio do Pinhal quando capotou no canteiro da rodovia. Em sua trajetória nos bastidores da política, sofreu acusações pesadas, como tentativa de suborno do ex-deputado Mário Juruna e arrecadação ilegal de fundos de campanha. Foram a seu velório, na Assembléia Legislativa do Estado, políticos como Michel Temer (PMDB), Romeu Tuma (PFL) e os agora adversários Maluf e Celso Pitta. Seu corpo foi enterrado no Cemitério do Morumbi, no domingo 17.

Rodrigo Santiago
Rodrigo Santiago, ator de teatro e telenovelas como O Rebu, morreu na quarta-feira 13 de insuficiência cardíaca, em São Paulo, aos 56 anos. Quando estreou na tevê, com Beto Rockfeller, no início dos anos 70, ele já tinha uma carreira sólida no teatro, com participações em peças como Roda Viva, ao lado de Marília Pêra. Como não tinha jeito de galã, foi sempre relegado a papéis coadjuvantes. Nos últimos tempos, ele dava aulas de interpretação. Foi cremado na Vila Alpina, em São Paulo, na quinta-feira 14.

Yosef Burg
Yosef Burg, um dos fundadores do Estado de Israel, morreu na sexta-feira 15 de causa não revelada, em Jerusalém, aos 90 anos. Ele trocou a Alemanha pela Palestina em 1939, pouco antes do início da Segunda Guerra. Dez anos depois, entrou para o governo, onde ficou por mais de três décadas. Rabino e doutor em filosofia, Burg falava nove idiomas e lutava pela convivência entre judeus ortodoxos e seculares. Deixa mulher e dois filhos. Ele foi sepultado em Jerusalém, no domingo 17.

Van Arsdale France
Van Arsdale France, o professor que forjou o conceito “felicidade” como um produto no parque Disneyland, em Los Angeles, morreu na quinta-feira 14, de pneumonia, aos 87 anos. France fundou o centro de treinamento Disney meses antes de o primeiro parque da empresa abrir, em 1955, e ensinou durante 25 anos seus alunos a sorrir o tempo todo e a vender a ilusão que atrai milhares de turistas todos os anos: a de se estar no lugar mais feliz do planeta. Casado duas vezes, ele deixa dois filhos e vários netos. O sepultamento foi na sexta-feira 15.

 

Boletim Assine Fale Conosco Outras edições Home Boletim Assine Fale conosco Outras edições Home