25 de outubro de 1999
Home
Home
Semana
Diversão e Arte
Outras Edições
Fale Conosco
Assine
Assine
Assine
Assine
Assine
Busca

Leia também:

Televisão

Mais Você
Mochilão
Jornal Hoje


Cinema

O Sexto Sentido


Dança

Forró For All
Muito Romântico


Música

Jobim-Morelembaum
Maratona clássica
Hours...
Nádegas a Declarar
Free Jazz 99 consagra o techno
Claridade


Livros

Gente do Século - Jacqueline Kennedy
Irresistíveis pecados
A dama dos cachorrinhos e outros contos


Exposição

Nuno Ramos


Teatro

Mosaico cigano


Internet

Crônica do Dia
Galeria Photology


Televisão - Jornalismo

Jornal Hoje
Rede Globo (Segunda a Sábado, 13h)

Maria Lins

Foto: DIVULGAÇÃO

“Boa tarde. Eu sou Carlos Nascimento e a partir desta segunda-feira, 18 de outubro, estarei com você aqui no Jornal Hoje.” A frase não significa só uma mudança de apresentadores no telejornal. O Hoje mudou de cara em todos os sentidos. De caras e bocas. Saem os trejeitos de Sandra Annenberg, entra o ar sério de Carlos Nascimento. E, com ele, uma nova linha editorial. A ênfase será para as notícias do dia-a-dia. As receitas e a moda ficam para o Mais Você, de Ana Maria Braga. “Vamos destacar meio ambiente, política, saúde, artes e espetáculo. Mas nada impede a cobertura de um evento como o MorumbiFashion”, disse Carlos Nascimento para Gente.

A mudança no Hoje consolida uma nova fase na Globo. A partir de agora, todos os jornais da emissora são apresentados por seus editores-chefes. Nascimento, que pela primeira vez passa a ancorar como titular um jornal nacional, já imprimiu seu estilo. Quem lembra de sua passagem pelo Jornal da Cultura vai sentir algo familiar. Os assuntos são apresentados de forma levemente comentada. As reportagens foram valorizadas. Ganharam a assinatura dos autores. Até a moça do tempo assina a previsão: “Fabiana Scaranzi e o tempo hoje”. O jornal ganhou também uma nova programação visual.

As novidades agradaram, pelo menos na estréia. Sandra Annenberg voltou para a reportagem, deixando o Jornal Hoje com audiência média de 18 a 20 pontos. No dia em que Carlos Nascimento assumiu o posto, o Ibope médio foi de 23. O que mostra que o prato principal da Globo no horário não precisa da ajuda das receitas culinárias para atingir o público feminino.
Uma nova fórmula feminina

Boletim Assine Fale Conosco Outras edições Home Boletim Assine Fale conosco Outras edições Home