PUBLICIDADE

Ring Fit Adventure vale a pena para exercícios?

O Ring Fit Adventure permite se exercitar em casa de forma divertida, com bastante precisão; veja se vale a pena comprar

25 set 2021 14h02
ver comentários
Publicidade

O Ring Fit Adventure é um jogo para Nintendo Switch focado em exercícios físicos. Por permitir mexer o esqueleto sem sair de casa, o game se tornou popular durante a pandemia da COVID-19. No entanto, ele é mais caro que outros títulos do console por exigir acessórios especiais. Será que o Ring Fit Adventure vale a pena para se exercitar? Nas linhas a seguir, conto minhas experiências com o game.

Ring Fit Adventure, do Nintendo Switch, permite fazer exercícios em casa
Ring Fit Adventure, do Nintendo Switch, permite fazer exercícios em casa
Foto: Divulgação/Nintendo / Tecnoblog

Como o Ring Fit Adventure funciona?

Como falei logo acima, o Ring Fit Adventure precisa de dois acessórios específicos para funcionar: o Ring Con — uma espécie de anel de pilates — e uma faixa que fica presa coxa esquerda — a Leg Strap. Os controles tradicionais do Switch, os Joy-Cons, são acoplados nesses suportes para registrar os movimentos do jogador.

Esses acessórios vêm inclusos na caixa do jogo, e não é possível comprá-los de forma separada. Além disso, não dá para comprar a versão digital de Ring Fit Adventure na Nintendo eShop. Devido a essa exigência, o jogo tem preço elevado e pode ser encontrado por cerca de R$ 700 até a data de publicação deste artigo.

Ring Con e Leg Strap são necessários para jogar Ring Fit Adventure
Ring Con e Leg Strap são necessários para jogar Ring Fit Adventure
Foto: Murilo Tunholi/Tecnoblog / Tecnoblog

É importante explicar que, por exigir acessórios especiais e controles com sensores de movimento, o Ring Fit Adventure não funciona no Nintendo Switch Lite, pois o console não tem Joy-Cons destacáveis.

Por mais que o investimento seja alto, o Ring Fit Adventure vale a pena, sim. O jogo é uma excelente opção para manter uma rotina de malhação em casa e conta não só com o modo Aventura, como também oferece séries individuais de exercícios focadas em certas partes do corpo, minigames, e até um modo de jogo de música.

Modos de jogo e exercícios de Ring Fit Adventure

O modo Aventura é a campanha principal do jogo, onde você vai partir em uma missão para salvar o mundo ao lado do seu parceiro Ring — um Ring Con falante e superpoderoso. O objetivo é eliminar monstros enquanto se exercita até chegar ao chefe final, o dragão maligno e fisiculturista Dragaux.

Esse modo nada mais é que um programa de exercícios de longo prazo. Nas lutas, o jogo exige que você faça ações diferentes para causar dano nos inimigos, como agachamentos, flexões de braço e perna, abdominais e até posições de ioga. Os monstros são coloridos e sofrem mais dano de acordo com as cores de cada exercício.

Modo aventura do Ring Fit Adventure
Modo aventura do Ring Fit Adventure
Foto: Murilo Tunholi/Tecnoblog / Tecnoblog

Ao todo, são 12 mundos com uma média de 10 fases em cada um. Demora um tempo considerável para zerar o jogo, já que é preciso fazer muitos exercícios e é recomendado não exagerar na dose diária. A história é simples, mas é interessante de acompanhar até o final. Vale a pena ler os diálogos entre os personagens com calma — até para respirar entre uma luta e outra.

Além do modo Aventura, o Ring Fit Adventure oferece outras opções de exercícios individuais. No menu "Quick Play", é possível escolher entre atividades de repetição direcionadas para partes específicas do corpo — como peitorais, pernas, abdômen, coluna e ombros —, minigames com atividades divertidas, séries inteiras focadas em melhorar o condicionamento físico geral e percursos de caminhada.

Também é possível acessar o menu "Custom" para criar sua própria playlist de exercícios na ordem que desejar. Já no modo "Rhythm Game" você pode usar o Ring-Con para malhar no ritmo de músicas, que vão desde a trilha sonora original do game até sucessos da Nintendo, como "Jump Up, Super Star!", de Super Mario Odyssey, e um medley com composições de The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Outra possibilidade é se exercitar mesmo com o Ring Fit Adventure desligado. O Ring Con permite ao jogador conectar o Joy-Con da direita e ativar o modo "Multitask". Com isso, o controle vai registrar o número de vezes que o anel foi apertado ou esticado, permitindo malhar os braços e as pernas enquanto foca em outra atividade.

Minha experiência pessoal com o jogo

Eu estou usando o Ring Fit Adventure há cerca de quatro meses e, até agora, a experiência tem sido muito positiva. Antes de comprar o jogo, minha condição física estava no nível do sedentarismo, pois eu não me sentia seguro de entrar em uma academia fechada no meio de uma pandemia global. Hoje, porém, sinto que minha disposição melhorou e muito.

Fazer exercícios é uma tarefa que exige força de vontade própria, e esse lado lúdico do Ring Fit Adventure ajuda a ver a malhação de forma divertida. Além disso, o jogo é útil para manter os registros da sua evolução física, já que ele detalha vários dados importantes, como quantidade de calorias perdidas, distância percorrida e até frequência de batimentos cardíacos.

Ring Fit Adventure mantém dados dos exercícios registrados
Ring Fit Adventure mantém dados dos exercícios registrados
Foto: Murilo Tunholi/Tecnoblog / Tecnoblog

No meu caso, eu não tinha muita experiência com malhação antes de começar o Ring Fit Adventure. Mas isso não foi um problema, porque o jogo não economiza nas instruções. O game lembra com frequência não só de aquecer o corpo antes de começar as atividades e alongar os músculos no final, como também de manter a postura correta nos exercícios.

Ring Fit Adventure vale a pena comprar?

Se você tem um Nintendo Switch e precisa se exercitar em casa, o Ring Fit Adventure é um investimento sem erro. O game oferece um treinamento completo e sistemas de monitoramento de alta precisão por meio dos sensores de movimento e infravermelho dos Joy-Cons.

Além disso, a todo momento você é acompanhado por um treinador virtual, que mostra na tela os movimentos exatos que precisam ser feitos. Um ponto negativo é que o jogo não tem opção de idioma em português, então é preciso saber inglês, espanhol ou alguma outra língua disponível para acompanhar as instruções.

Ring Fit Adventure tem um treinador virtual, mas não há instruções em português
Ring Fit Adventure tem um treinador virtual, mas não há instruções em português
Foto: Murilo Tunholi/Tecnoblog / Tecnoblog

Vale mencionar que é preciso ter disciplina para manter a rotina de exercícios, senão o jogo vai se tornar só mais uma tranqueira jogada pela casa. Além disso, manter uma dieta saudável é ideal para alcançar os resultados esperados. Seu corpo é uma máquina cujas partes só funcionam se todo as engrenagens girarem juntas.

Ring Fit Adventure vale a pena para exercícios?

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade