PUBLICIDADE

Tudo sobre GTA: The Trilogy - The Definitive Edition

Separamos o que você precisa saber sobre GTA: The Trilogy - The Definitive Edition, e o que esperar da versão remasterizada desses clássicos

26 out 2021 11h29
| atualizado em 29/10/2021 às 11h37
ver comentários
Publicidade
GameON Noob: O que esperar da trilogia remaster de GTA:

Depois de muitos rumores, a Rockstar oficializou a existência de GTA: The Trilogy – The Definitive Edition, uma versão remasterizada com três jogos da icônica franquia GTA, com gráficos mais polidos, jogabilidade retrabalhada e outras adaptações importantes para os dias de hoje. Nesse texto nós separamos tudo o que já sabemos sobre essa edição e vamos explicar o motivo desse ser um dos grandes lançamentos do fim de 2021.

O que é essa edição?

Antes de mais nada, precisamos falar um pouquinho sobre o que é essa edição. Já faz alguns meses que insiders vazaram que a Rockstar estaria trabalhando em uma suposta versão remasterizada de alguns games da franquia GTA, e rapidamente a internet ficou bem agitada, já que Grand Theft Auto sempre faz um grande barulho na indústria de games.

No entanto, a desenvolvedora só confirmou a existência da coletânea no início de outubro, e só no último dia 22 que ganhamos detalhes mais aprofundados sobre essa trilogia remasterizada.

Em uma rápida explicação, o dia 22 de outubro representa o aniversário de 20 anos de Grand Theft Auto III, lançado originalmente em 2001. Para comemorar a chegada desse título que redesenhou a franquia, o estúdio resolveu criar uma remasterização com gráficos aprimorados e jogabilidade moderna, sem deixar de lado os aspectos clássicos da época.

Clássicos que marcaram época

A menos que você tenha vivido numa caverna oculta dentro do Monte Chiliad, é impossível não reconhecer de cara quais jogos estarão presentes em GTA: The Trilogy – The Definitive Edition, mas não faremos julgamentos caso você não esteja familiarizado e seja um jogador de primeira viagem. Abaixo, separamos uma sinopse sem spoilers diretamente da Rockstar, e mostramos quais serão os títulos que estarão nessa versão:

Foto: Rockstar

Grand Theft Auto III: Tudo começa em Liberty City. Com liberdade para ir aonde você quiser e roubar quem quiser, o inescrupuloso mundo do crime está ao alcance das suas mãos, se tiver coragem de encará-lo. GTA III é um grande pioneiro e é tido como o responsável por transformar a franquia GTA no que é hoje, principalmente no que diz respeito a jogabilidade e estilo gráfico.

Foto: Rockstar

Grand Theft Auto: Vice City: Boas-vindas aos anos 80... Acompanhe Tommy Vercetti e sua história de traição e vingança na tropical e iluminada Vice City, uma cidade cheia de exageros, pronta para ser tomada como você quiser. Apontado como um dos mais bonitos da franquia graças ao excelente estilo da Década Dourada, Vice City possui uma das melhores trilhas sonoras dos vídeo games.

Foto: Rockstar

Grand Theft Auto: San Andreas: É o começo dos anos 90. Depois que dois policiais armaram para que ele fosse acusado de homicídio, Carl "CJ" Johnson é forçado a embarcar numa jornada que o levará por todo o estado de San Andreas para salvar sua família e assumir o controle das ruas. San Andreas é um marco cultural do entretenimento. Além de colocar CJ como um dos maiores protagonistas de todos os tempos, o game dava uma liberdade sem precedentes ao jogador e marcou época com sua incrível quantidade de armas, veículos, easter eggs e uma ótima história.

Uma nova roupagem

Talvez o principal chamariz de GTA: The Trilogy – The Definitive Edition seja sua revitalização gráfica. Antes de mais nada, precisamos salientar novamente que estamos falando de um remaster e não um remake – explicaremos a diferença em breve.

Dentre os destaques, teremos compatibilidade com resoluções maiores, como o 4K, para os personagens, armas, veículos e toda a ambientação; reformulação total do sistema de iluminação dos games, com sombras e reflexos aprimorados; novos efeitos para água e tempo; detalhes melhorados para árvores e vegetação; e mais imersão no campo de visão dos jogadores e na profundidade de campo.

Nos consoles da atual geração, PlayStation 5 e Xbox Series X|S, haverá suporte para resolução 4K até 60 quadros por segundo, e compatibilidade com a tecnologia NVIDIA DLSS para os computadores. 

Jogabilidade 

Embora GTA: The Trilogy – The Definitive Edition não tenha sido completamente formulado no que diz respeito à sua jogabilidade, a edição ganhará melhorias no gameplay. A principal delas é a inclusão de um esquema de controles parecido com o de GTA 5, como aquela rodinha de seleção de armas, por exemplo, para deixar o público mais confortável.

Foto: Rockstar

Além disso, GTA: San Andreas terá um sistema de direção de veículos com upgrades, e os demais games também contarão com um sistema de tiros e mira mais avançado. As opções de seleção de rádio serão diferentes, enquanto o mini-mapa também será reformulado. Agora, os jogadores poderão colocar diversos marcadores para navegar.

Por fim, o público poderá recomeçar uma missão falhada imediatamente após morrer, e os usuários do Rockstar Games Social Club terão novos troféus e conquistas de forma exclusiva. A cereja do bolo fica para a localização: a Rockstar confirmou que a trilogia terá suporte para legendas em português brasileiro.

É remake ou remaster?

Talvez o principal ponto em GTA: The Trilogy – The Definitive Edition sejam todas essas mudanças nos jogos icônicos dessa franquia, e aí surge a dúvida: isso é um remaster mesmo ou está mais para um remake?

Tirando o elefante branco da sala, sim, é um remaster. Mas, o que exatamente diferencia um remaster de um remake? Para o público essa será uma discussão eterna, mas tentarei explicar algumas diferenças mais simples. 

Foto: Reprodução/PlayStationing

Pense nas versões de Shadow of The Colossus para PS4 e Demon’s Souls para PS5, ambas lançadas pela BluePoint. Esses games são remakes, ou seja, o jogo base e sua premissa continuam nessa nova versão, mas toda sua estrutura foi feita do zero para parecer um jogo completamente novo, atual. No caso desses dois games, todo o motor gráfico foi trocado, a jogabilidade foi retrabalhada para ser mais atual, mas ainda parecida com a anterior, a trilha sonora é atualizada e algumas coisinhas ainda podem mudar.

Remaster de Resident Evil 0.
Remaster de Resident Evil 0.
Foto: Reprodução/XboxPower

Peguemos agora o exemplo de Resident Evil 2 e 3 Remake. Os títulos tentam seguir uma linha parecida com os games originais, mantendo os personagens, vilões e alguns cenários, mas existem muitas mudanças estruturais nesses games. Ou seja, eles foram totalmente refeitos: um remake.

Já GTA: The Trilogy – The Definitive Edition não foi completamente refeito. A coletânea recebeu um novo frescor gráfico e de jogabilidade. É como se fosse um bolo de chocolate super gostoso, mas que para essa ocasião recebeu uma calda extra, que não tinha da primeira vez. 

Num remaster as desenvolvedoras geralmente aumentam a resolução, corrigem algumas texturas, arrumam algum ponto da jogabilidade, adaptam mecânicas para a época atual, etc. Sempre tentando ser fiel ao conteúdo original.

Tem pra PC?

Foto: Rockstar

GTA não é GTA se não sair para PC. Embora a Rockstar tenha lançado seus games primeiramente para os consoles e só depois para os computadores nos últimos anos, GTA: The Trilogy – The Definitive Edition chegará para essas máquinas.

Mesmo sendo games antigos, a remasterização trará mudanças importantes e pode ser que seu amado PC não dê conta do tranco. De qualquer forma, seguem as especificações mínimas e recomendas:

Requisitos Mínimos

  • SO: Windows 10 64-bit
  • Processador: Intel® Core™ i5-6600K / AMD FX-6300
  • Memória: 8GB
  • Gráficos: Nvidia GeForce GTX 760 2GB / AMD Radeon R9 280 3GB
  • Disco: 45GB

Requisitos Recomendados

  • SO: Windows 10 64-bit
  • Processador: Intel® Core™ i7-2700K / AMD Ryzen 5 2600
  • Memória: 16GB
  • Gráficos: Nvidia GeForce GTX 970 4GB / AMD Radeon RX 570 4GB
  • Disco: 45GB

Dá para jogar de graça?

No mundo da máfia e dos gangsters nada é realmente de graça… Bem, “de graça” é um ponto de vista para alguns, então sim, é possível. Alguns títulos de GTA: The Trilogy – The Definitive Edition estarão disponíveis no catálogo de alguns serviços por assinatura.

A versão solo de Grand Theft Auto: San Andreas – The Definitive Edition estará disponível na biblioteca do Xbox Game Pass no dia do lançamento. O anúncio não é tão surpreendente, já que a Rockstar já havia lançado Red Dead Redemption II e Grand Theft Auto V no serviço há algum tempo.

Foto: Rockstar

Em contrapartida, Grand Theft Auto III – The Definitive Edition estará disponível no catálogo do PlayStation Now também no dia do lançamento. Porém, o serviço da Sony não está disponível de forma oficial no Brasil, impedindo os jogadores brasileiros de desfrutarem do título com a sua assinatura.

No entanto, se você é assinante do Game Pass, vale a pena conferir o GTA: San Andreas com seus novos gráficos e jogabilidade antes de decidir comprar a trilogia inteira.

Disponibilidade e preço 

Finalmente, falaremos do salgado preço de GTA: The Trilogy – The Definitive Edition. A coletânea estará disponível no dia 11 de novembro apenas em versões digitais, enquanto as cópias físicas estão previstas para serem lançadas no dia 7 de dezembro, mas as vendas ainda não começaram.

Para PS4 e PS5, Xbox One e Xbox Series X|S, e Nintendo Switch, o preço oficial da trilogia é de R$ 299, enquanto a versão de PC (via Rockstar Laucher) custará R$ 320

GTA 6 vem aí?

Pôster fictício de GTA VI criado por um fã.
Pôster fictício de GTA VI criado por um fã.
Foto: Reprodução

Com a chegada de GTA: The Trilogy – The Definitive Edition muitos fãs ficaram entusiasmados com a possibilidade da Rockstar anunciar o lançamento ou pelo menos um mísero teaser de GTA 6, mas é bom ir tirando o cavalinho da chuva e esperar sentado.

Na verdade, vários motivos apontam que GTA 6 não chegará nos próximos anos, mas o principal deles é por conta de GTA 5 e seu modo online. Essa é a grande fonte de riqueza inesgotável da Rockstar, e enquanto esse sucesso estiver a todo vapor, é muito difícil da desenvolvedora largar o osso. Para termos comparativos, GTA 5 ainda figura na lista de games mais jogados e vendidos na Steam, mesmo tendo sido lançado em 2013.

O segundo motivo é que a Rockstar passou por uma reestruturação interna após várias denúncias de más condições trabalhistas durante o desenvolvimento de Red Dead Redemption II nos últimos anos, algo que com certeza tomou certo tempo da equipe.

Falando em equipe, Dan Houser, co-fundador da Rockstar e um dos roteiristas da franquia GTA, deixou o estúdio no início de 2020, e definitivamente foi uma grande perda para a equipe criativa. A pandemia da COVID-19 também foi outro empecilho que com certeza tornou a vida dos desenvolvedores mais difícil.

Por fim, o insider e youtuber Tom Handerson revelou que o sexto game da saga não chegará antes de 2023 ou 2024. A informação foi corroborada por Jason Schreirer, renomado jornalista da Bloomberg que sempre acerta as informações da indústria.

Seja como for, os jogadores terão que se contentar com GTA: The Trilogy – The Definitive Edition e esperar pacientemente para GTA 6 apenas nos próximos anos.

E aí, o que achou desse super compilado? Pretende comprar a trilogia remasterizada de GTA? Diz pra gente nos comentários.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade