PUBLICIDADE

Call of Duty pode deixar de ter lançamentos anuais, diz site

Fontes da Bloomberg na Activision sugerem fim da agenda anual para a série de tiro

21 jan 2022 10h41
ver comentários
Publicidade
Call of Duty: Vanguard
Call of Duty: Vanguard
Foto: Activision / Divulgação

Desde 2005, a popular franquia Call of Duty recebe um novo jogo todos os anos. Essa agenda de publicação pode estar perto de ser interrompida, revelou o site de notícias norte-americano Bloomberg.

Citando "funcionários do alto escalão" da Activision como fonte, a reportagem revela que a empresa está discutindo interromper a agenda de lançamentos anuais de novos Call of Duty. Não se sabe se essa decisão afetaria o jogo previsto para o final deste ano, que, espera-se, seja a continuação de Modern Warfare, de 2019, produzida pela Infinity Ward.

Microsoft comprou Activision Blizzard! E agora?:

Mudança bem vinda

Os jogadores de Call of Duty só teriam a ganhar com o fim dos lançamentos anuais, que hoje encurtam a vida útil dos jogos da série e forçam os times de desenvolvimento a trabalhar em ritmo intenso sem tempo para implementar novidades e mudanças efetivas nos games.

A produtora Raven Software, por sua vez, tem dificuldades para integrar o conteúdo de cada novo lançamento no battle royale Call of Duty: Warzone, que conta com conteúdo vindo de três jogos distintos: Modern Warfare, Black Ops Cold War e Vanguard.

As possíveis mudanças na agenda de lançamentos de Call of Duty vêm após a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, na maior compra já feita na indústria de videogames. A fabricante do Xbox pagou cerca de US$ 70 bilhões pela publisher de COD, Candy Crush, Overwatch e outros games de sucesso.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade