PUBLICIDADE

Periféricos do PS3 podem funcionar no PS5 via emulação em patente da Sony

Nova tecnologia do PlayStation pode ajudar a preservar não só acessórios antigos, como também jogos de PS3 que exigem certos periféricos para funcionar

4 jul 2022 - 13h03
Ver comentários
Publicidade

É possível que acessórios antigos do PlayStation se tornem compatíveis com o PS5, graças a uma nova patente da Sony. A empresa registrou, nos EUA, um sistema que permite ao console da atual geração emular os softwares dos periféricos de edições anteriores, como os PlayStation Eye e Move. Essa tecnologia indica um possível interesse da companhia em preservar seus produtos.

PlayStation 3 com PlayStation Move e Eye
PlayStation 3 com PlayStation Move e Eye
Foto: Divulgação/Sony / Tecnoblog

Chamada "Sistemas e Métodos para Conversão de Código Legado em Código Atualizado", a patente é bastante complexa e cheia de termos técnicos. Em resumo, a tecnologia emula os sistemas necessários para o funcionamento dos periféricos antigos. Em outras palavras, os acessórios podem ser utilizados no sistema do PS5 de forma nativa.

Pelo que parece, a ideia da Sony é permitir que jogadores possam conectar ao PS5 periféricos da época do PS3, como os PlayStation Eye, Move e Mouse, o PSP Go, controles DualShock e até o controle de mídia. Se essa patente se tornar um sistema real, será possível rodar no console da atual geração jogos antigos que exigem algum desses acessórios específicos.

Patente da Sony permite usar acessórios do PS3 no PS5
Patente da Sony permite usar acessórios do PS3 no PS5
Foto: Reprodução/Google Patents / Tecnoblog

Para mais detalhes sobre a patente, basta acessar a página do registro no Google Patents.

Periféricos do PS3 podem funcionar em jogos do PS Plus

Vale lembrar que a Sony passou a oferecer jogos clássicos de PS3 nos catálogos dos planos Deluxe e Premium do novo PlayStation Plus. Porém, ainda não há títulos que precisam de periféricos para funcionar. Com a tecnologia da patente, a empresa pode incluir ainda mais games na assinatura.

Além disso, a patente é interessante porque ajuda a preservar não só acessórios, como também jogos antigos. Por mais que o sistema ainda não tenha sido lançado de forma definitiva, dá para dizer que a Sony tem interesse em dar mais suporte aos lançamentos do PS3.

É importante mencionar que o PS3 é um dos consoles mais difíceis de emular, por conta do seu sistema complexo. A maior parte dos jogos do console disponível nos catálogos do PS Plus só funciona via streaming, pois a Sony ainda não consegue fazê-los rodar de forma nativa, como acontece com os clássicos de PS1, PS2 e PSP.

Com informações: GameRant, PushSquare.

Periféricos do PS3 podem funcionar no PS5 via emulação em patente da Sony

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade