PUBLICIDADE

Joy-Cons do Nintendo Switch OLED têm menos drift, mas falha continua

Nintendo afirma que Joy-Cons mais novos, incluindo os do Switch OLED, têm menos chances de dar drift, mas defeito ainda existe

8 out 2021 17h20
ver comentários
Publicidade

O novo Switch OLED têm Joy-Cons mais seguros contra o famigerado defeito de drift. Pelo menos é o que afirmam os especialistas em hardware da Nintendo. De acordo com o gerente geral de desenvolvimento de tecnologia da empresa, Toru Yamashita, os controles tiveram sua estrutura melhorada ao longo dos anos com base nas reclamações dos jogadores.

Como trocar Joy-Cons com drift no Brasil [Nintendo Switch] / Reprodução / Lucas Lima
Como trocar Joy-Cons com drift no Brasil [Nintendo Switch] / Reprodução / Lucas Lima
Foto: Tecnoblog

O problema de drift acontece quando os analógicos dos Joy-Cons registram movimentos de forma aleatória, sem o jogador tocar neles. Em games com gráficos em 3D, por exemplo, os personagens começam a andar sozinhos para alguma direção. Esse defeito atinge o mecanismo físico dos controles, e a única solução definitiva costuma ser a troca dos acessórios.

Alguns usuários chegaram a compartilhar métodos não oficiais para consertar o drift, já que a Nintendo não gostava de comentar sobre o defeito. Na época do anúncio do Switch OLED, a empresa se recusou a falar se havia aprimorado os Joy-Cons de alguma forma.

Pelo o que parece, a Big N mudou de ideia e decidiu atualizar os jogadores sobre o desenvolvimento dos Joy-Cons. No site oficial, a Nintendo publicou um post de perguntas e respostas com a participação de Toru Yamashita e Ko Shiota — diretor da divisão de tecnologia da empresa. Em uma das questões sobre melhorias nos controles, Yamashita disse:

"(...) investigamos os Joy-Cons usados pelos clientes e continuamos melhorando a durabilidade e a resistência ao desgaste. As peças dos analógicos não podem ser compradas em lojas, e são criadas de forma especial, por isso consideramos muitas coisas para melhorá-las. Além disso, mudamos o próprio teste de confiabilidade e continuamos a fazer alterações para aumentar a durabilidade e passar nesse novo teste."

Toru Yamashita, gerente geral de desenvolvimento de tecnologia da Nintendo.

Nintendo diz que não há como resolver drift por completo

Enquanto isso, Shiota admitiu que não há como evitar o problema de drift por completo, já que todas as peças estão sujeitas ao desgaste. O diretor compara os Joy-Cons com outros mecanismos em que os componentes sofrem com o tempo.

"(...) por exemplo, os pneus dos carros se desgastam à medida que o carro se move, pois ficam em constante atrito com o solo para rodar. Então, com essa mesma premissa, nos perguntamos como podemos não só melhorar a durabilidade, como também conciliar operabilidade e resistência."

Ko Shiota, diretor da divisão de tecnologia da Nintendo.

Em outras palavras, por mais que o problema do drift ainda exista, é provável que os modelos modernos dos Joys-Cons sejam um pouco mais resistentes. De qualquer forma, caso os controles comecem a funcionar sozinhos, vale a pena procurar a assistência oficial da Nintendo. Nós já ensinamos como trocar Joy-Cons com drift no Brasil.

Com informações: CNET.

Joy-Cons do Nintendo Switch OLED têm menos drift, mas falha continua

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade