PUBLICIDADE

Half-Life: Decay, a expansão que os fãs da série esqueceram

20 anos após o lançamento do Half-Life: Decay, um grupo de modders está tentando recriar um dos capítulos menos conhecidos da série da Valve

25 set 2021 12h08
| atualizado em 27/9/2021 às 09h44
ver comentários
Publicidade

Se pensarmos em jogos de tiro em primeira pessoa, a série Half-Life certamente está entre uma das mais idolatradas pelo público. Curiosamente, existe um capítulo desta saga que acabou se perdendo com o tempo, uma aventura que não trouxe o cientista Gordon Freeman como protagonista e que apostou numa experiência cooperativa, mas que infelizmente ficou restrita a um público menor que o habitual.

Half-Life: Decay
Half-Life: Decay
Foto: Meio Bit

Desenvolvido pela Gearbox Software e lançado em 2001, Half-Life: Decay pode ser descrito como uma expansão, mas se você está confuso por não achar este conteúdo adicional no Steam, fique tranquilo, pois o jogo realmente nunca deu as caras no PC — ao menos não oficialmente.

Fazendo parte de uma trilogia de expansões criada pelo estúdio que mais tarde ficaria conhecido por franquias como Brothers in Arms e Borderlands, a diferença para o Opposing Force e o Blue Shift é que o Half-Life: Decay acabou sendo lançado exclusivamente para o PlayStation 2.

Servindo como um bônus para aqueles que adquirissem a versão para o console da Sony do primeiro jogo da série, o modo nos colocava na pele de Colette Green e Gina Cross. Cientistas nas instalações de Black Mesa, após a abertura de um portal para o planeta Xen a dupla precisará cooperar para assim tentar sobreviver aos ataques inimigos.

Mesmo não tendo se tornado uma unanimidade entre aqueles que o jogou, Half-Life: Decay conseguiu agradar por trazer uma jogabilidade diferente, centrada na necessidade de as duas protagonistas colaborarem entre si para solucionar quebra-cabeças e avançar pelos estágios. Embora tenha sido idealizado para ser encarado em tela dividia por duas pessoas, um detalhe interessante é que ele até podia ser jogado sozinho, nos permitindo alternar entre as duas personagens para podermos realizar as tarefas.

Na época a expansão chegou a chamar a atenção dos jogadores de PC, que lamentaram o fato de não terem recebido uma conversão. Porém, com o passar do tempo cresceu o desejo de ver aquele conteúdo chegar à plataforma, até que em 2005 um grupo decidiu começar uma modificação, o que lhes consumiria três anos de trabalho.

Apesar de aquela ter sido uma boa oportunidade para conhecermos um dos capítulos mais obscuro da franquia Half-Life, algumas pessoas sempre acharam que a aventura das Dras. Green e Cross merecia mais atenção e outros projetos de recriação tiveram início. Porém, essas iniciativas sempre fracassavam e a vontade de ver uma melhor adaptação continuava no pensamento dos fãs.

Uma nova tentativa

Foto: Meio Bit

Pois é este desejo que tem levado o pessoal da PSR Digital a dedicar seu tempo a uma nova recriação do Half-Life: Decay, um projeto que está sendo chamado de Peer Review. Em desenvolvimento desde 2014, o ceticismo em relação a qualquer coisa envolvendo aquela expansão é tão grande que eles preferiam manter o projeto em segredo até 2018, quando um vídeo mostrou o que eles tinham alcançado.

O objetivo do grupo é entregar um jogo que funcione como uma reimaginação do original, implementando mudanças em aspectos que eles julguem necessário, conforme explicou o level designer Ryam Lam.

"Queremos fazer algo que funcione bem e realmente tire o máximo de vantagem que pudermos do formato co-op, mas ainda pareça um Half-Life, então isso envolveu uma tonelada de experimentação de jogabilidade do nosso lado.

O original tinha apenas uma M4 como arma automática; mantivemos a M4, mas a balanceamos para que ocupasse um nicho diferente e adicionamos a M5 para preencher o papel da antiga M4. Pensamos que poderia ser uma mudança controversa, mas concordamos que seria uma boa."

De acordo com o artista Notewell Lyons, as cobranças para que o seu mod alcance o nível de qualidade visual presente no Black Mesa não tem incomodado a equipe.  Apontado por muitos como um dos remakes mais impressionantes já feitos por fãs, a comparação chega a ser injusta, afinal o Peer Review está sendo produzido por apenas quatro pessoas.

Com o desenvolvimento ainda tendo um longo caminho pela frente, a grande dúvida é se um dia realmente teremos a oportunidade de jogar uma versão final desta modificação. Contudo, como a possibilidade de um dia vermos uma adaptação oficial do Half-Life: Decay é praticamente nula, nos resta acompanhar o progresso do desenvolvimento por aqui e torcer para que o pessoal da PSR Digital não acabe desistindo desta dura missão.

PS: temos aqui mais um exemplo da falta que faz a retrocompatibilidade nos consoles e principalmente, o quão prejudicial é o desinteresse das empresas em continuar vendendo jogos antigos.

Fonte: PCGamer

Half-Life: Decay, a expansão que os fãs da série esqueceram

Meio Bit
Publicidade
Publicidade