PUBLICIDADE

Hackers de Rainbow Six Siege são processados em US$ 150 mil pela Ubisoft

Hackers vendiam softwares de ataques de negação de serviço (DoS e DDoS) na internet para outros jogadores de Rainbow Six Siege

21 jul 2021 17h22
ver comentários
Publicidade

A Ubisoft processou, em janeiro de 2020, três hackers de Rainbow Six Siege que vendiam softwares de ataques de negação de serviço (DoS e DDoS) pela internet. Após a ação completar 18 meses, no dia 9 de julho deste ano, o Tribunal Federal da Califórnia, nos EUA, concedeu vitória à desenvolvedora e condenou os jogadores a pagarem uma indenização de US$ 153.092 (cerca de R$ 797.471) por revelia.

Tom Clancy's Rainbow Six Siege
Tom Clancy's Rainbow Six Siege
Foto: Divulgação/Ubisoft / Tecnoblog

Dennis Kruk, Benjamin Ruesink, e Roland-Daniel Soos comercializavam softwares capazes de realizar ataques dos tipos Denial of Service (DoS) e Distributed Denial of Service (DDoS). Basicamente, os programas causavam sobrecarga nas redes dos jogadores afetados e faziam com que eles fossem chutados das partidas, concedendo a vitória para os trapaceiros.

Segundo a Ubisoft, os hackers eram donos de diversos sites nos quais eram feitas as vendas dos programas. A Justiça ordenou o desligamento dos portais e a transferência de todos os domínios para a desenvolvedora de Rainbow Six Siege. Além disso, todas as redes sociais ligadas aos sites foram fechadas.

Em fóruns, dois réus usavam identidades falsas para não serem descobertos. O único que utilizava o próprio nome era Kruk, que foi investigado pela Ubisoft e acabou mostrando caminho para os perfis de Soos e Ruesink.

Os hackers não contestaram as acusações da Ubisoft

Para os advogados da desenvolvedora, os três violaram duas legislações dos EUA: a "Lei de Fraude e Abuso de Computadores" e a "Lei Abrangente de Acesso a Dados de Computador". Eles ainda foram acusados de invasão de bens móveis e interferência intencional na relação contratual, de acordo com o "Código 17200 de Negócios e Profissões da Califórnia".

Na última audiência, em fevereiro deste ano, os três hackers não compareceram e também não contestaram as denúncias da Ubisoft. Por isso, eles foram julgados à revelia e obrigados a pagar a indenização de US$ 153 mil. No final, os réus ainda receberam ordens para não prejudicarem novamente "a integridade, disponibilidade ou condição dos servidores e redes de Rainbow Six Siege".

Com informações: DotEsports.

Hackers de Rainbow Six Siege são processados em US$ 150 mil pela Ubisoft

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade