PUBLICIDADE

Game Pass poderá ajudar no resgate de franquias esquecidas

De acordo com Phil Spencer, interesse das pessoas por jogos antigos disponíveis no catálogo do Game Pass poderá fazer com séries esquecidas voltem à vida

15 jul 2021 12h27
ver comentários
Publicidade

É comum vermos pessoas afirmarem que assinam o Game Pass para ter acesso a lançamentos e até mesmo a títulos independentes que de outra forma nunca jogariam. Porém, entre as centenas de jogos oferecidos pelo serviço de assinatura há algumas pérolas mais antigas que merecem a nossa atenção e de acordo com o chefe da divisão Xbox, o interesse dos jogadores por essas franquias esquecidas poderá fazer com que elas retornem.

Banjo-Kazooie - Game Pass
Banjo-Kazooie - Game Pass
Foto: Meio Bit

Com a estimativa de que mais de 23 milhões de pessoas assinem o Game Pass e com ele contando com boa parte do catálogo de empresas que foram adquiridas recentemente pela Microsoft, como a Double Fine, Bethesda, Rare e Obsidian Entertainment, o serviço pode ser uma mina de ouro para quem não se dedica apenas a jogos novos.

Pois ao participar do Kinda Funny Gamescast, Phil Spencer foi questionado se o serviço pode acabar incentivando a companhia a "ressuscitar" algumas marcas e ele respondeu:

"Ver mais pessoas jogando algo como Prey, Dishonored ou voltando ao Fable e podendo falar sobre esses jogos, para nós, enquanto uma organização criativa e observando as pessoas interessadas neles, isso nos dá mais dados para pensar sobre coisas que podemos pegar e levar adiante com novas ideias e novas equipes que queiram fazer isso."

Então sim, o Game Pass definitivamente tem sido uma grande fonte… foi fantástico quando a Bethesda chegou e fomos capazes de adicionar tantos dos 'novos velhos' jogos ao Game Pass e voltarmos ao legado que temos com algumas das propriedades intelectuais… até mesmo pensar no Rare Replay foi uma coisa realmente interessante para fazermos e permitir que as pessoas experimentem algumas das antigas propriedades intelectuais da Rare."

Mesmo sendo um grande admirador do Game Pass e como consumidor só vendo vantagens no seu modelo, confesso que nunca tinha parado para pensar nesta sua faceta, no quanto ele pode servir também para abrir portas para algumas ótimas séries que, por um motivo ou outro, foram deixadas de lado pelas empresas que as controlam.

Pegando a própria coletânea de jogos da Rare citada por Spencer, só ali temos títulos do calibre de um Banjo-Kazooie, Jet Force Gemini, Conker's Bad Fur Day, Kameo: Elements of Power ou Viva Piñata, que acredito poderiam dar origem a ótimos novos capítulos. E isso sem falar no Perfect Dark, cujo reboot já foi anunciado e segundo o executivo, será uma excelente oportunidade para tornar a biblioteca do Xbox menos "masculina".

Phil Spencer também aproveitou para falar sobre nos dar acesso a títulos feitos por estúdios que nem existem mais, como o FASA Interactive. Adquirido em 1999 e encerrado em 2007, eles foram os responsáveis por títulos como MechCommander, MechWarrior 4: Vengeance, Crimson Skies: High Road to Revenge e Shadowrun, mas mesmo com alguns problemas de direitos autorais no meio, o executivo afirmou que adoraria poder adicioná-los ao catálogo do Game Pass.

Xbox Series e a influência do DualSense

Foto: Meio Bit

Ao contrário da Sony, que redesenhou quase que completamente o DualShock 4 e para o seu novo console criou o DualSense, para a atual geração a Microsoft optou por não fazer muitas mudanças no controle do Xbox Series S|X. Normalmente a estratégia de "não mexer em time que está ganhando" seria bem recebida, mas ficou claro que a concorrente deu um passo à frente ao mostrar que era possível usar um gamepad para entregar uma experiência mais imersiva.

Pois Phil Spencer reconheceu isso durante a conversa com o pessoal do Kinda Funny e deixou aberta a possibilidade de um dia vermos um controle para os novos Xboxes que adotem algumas das novidades vistas naquele para o PlayStation 5.

"Nós definitivamente pensamos sobre diferentes tipos de dispositivos que possam trazer mais jogos a mais lugares. Provavelmente há algum trabalho que faremos com o controle. Penso que a Sony fez um belo trabalho com o controle deles e nós meio que olhamos para um pouco disso e pensamos que há coisas que deveríamos fazer."

Vale citar que esta não é a primeira vez que a Microsoft sugere mudanças no controle do Series S|X. De acordo com uma matéria publicada pelo site TechRadar, em janeiro deste ano a Gigante de Redmond realizou uma pesquisa com os donos dos seus atuais consoles questionando se eles gostariam de ver alguns recursos do DualSense serem implementados no controle que produzem e a julgar pelas palavras de Spencer, a ideia ainda está sendo cogitada.

Com os videogames produzidos por Sony e Microsoft sendo tão parecido, o controle do PS5 acabou sendo um dos principais diferenciais quando se trata de hardware e por isso acredito que os jogadores de Xbox Series S|X ganhariam muito caso o controle adotasse algumas das novidades presentes no DualSense.

Ë verdade que mesmo com boa parte dos jogos não fazendo o devido uso dos gatilhos adaptativos ou do feedback háptico presente no DualSense, esses recurso são tão bacanas que, exceto talvez pelos SSDs, acredito que nada nesta nova geração te4nha sido tão impactante quanto o controle do PlayStation 5.

Fonte: Gamespot

Game Pass poderá ajudar no resgate de franquias esquecidas

Meio Bit
Publicidade
Publicidade