PUBLICIDADE

Fortnite está de volta ao iPhone — com uma ajudinha da Nvidia

Donos de iPhone em breve poderão jogar Fortnite novamente no iOS, porém usando o GeForce Now em vez de baixar o jogo pela App Store

13 jan 2022 18h32
ver comentários
Publicidade

Após ficar quase dois anos fora do iPhone, por causa da guerra judicial entre Epic Games e Apple, Fortnite está de volta ao iOS — com uma ajudinha da Nvidia. A partir da semana que vem o Battle Royale vai entrar no catálogo do GeForce Now — serviço de streaming de jogos na nuvem — e poderá ser jogado via Safari.

Fortnite está no catálogo do GeForce Now
Fortnite está no catálogo do GeForce Now
Foto: Divulgação/Nvidia / Tecnoblog

Em comunicado, a Nvidia destacou a possibilidade de jogar Fortnite tanto no aplicativo dedicado do GeForce Now para Android quanto na versão para navegadores web no iOS. A versão em streaming do game é provavelmente idêntica às edições de outras plataformas, com o diferencial de rodar de maneira remota nas máquinas da Nvidia.

Por enquanto, o Battle Royale da Epic Games ficará disponível em beta fechado para testar a capacidade dos servidores, gráficos e controles. Portanto, somente alguns usuários selecionados serão capazes de acessar o game. Segundo a Nvidia, todas as regiões do mundo estão elegíveis para entraram nos testes.

O GeForce Now está funcionando no Brasil de forma oficial desde outubro de 2021. Com planos que vão desde R$ 44,99 na assinatura mensal e R$ 243 no trimestral, o serviço de streaming permite rodar jogos em servidores da Nvidia, enquanto as imagens são transmitidas via internet para celulares e PCs. A plataforma também tem um plano gratuito que dá acesso limitado a certos títulos.

Entenda a guerra judicial entre Epic Games e Apple

Em agosto de 2020, a Apple removeu Fortnite da App Store do iOS e encerrou a conta de desenvolvedor da Epic Games por tempo indeterminado. Isso aconteceu porque a criadora do Battle Royale tentou burlar a taxa de 30% cobrada pela Maçã sobre todas as microtransações realizadas na loja de aplicativos do iPhone.

Após o banimento, a Epic Games processou não só a Apple, como também o Google, e acusou ambas as empresas de praticarem monopólio com suas lojas de aplicativos, iniciando uma verdadeira guerra judicial interminável. Até agora, os processos já revelaram segredos como o faturamento de Fortnite e os gastos da desenvolvedora com a distribuição de jogos grátis na Epic Games Store.

A Apple também foi afetada pelos processos, sendo obrigada a permitir pagamentos externos na App Store pela juíza responsável pelo caso. A Epic Games até tentou colocar Fortnite de volta na loja, mas a Maçã já garantiu que o Battle Royale não voltará ao iOS de forma oficial até o veredito final na Justiça, que pode demorar cinco anos para sair.

Com informações: Kotaku.

Fortnite está de volta ao iPhone — com uma ajudinha da Nvidia

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade