PUBLICIDADE

FIFA quer produzir seu próprio game de futebol

Entidade futebolística anuncia novo posicionamento independente da Electronic Arts

15 out 2021 16h04
| atualizado às 16h08
ver comentários
Publicidade
Táticas - Cover
Táticas - Cover
Foto: EA Sports/Divulgação

A FIFA anunciou via comunicado à imprensa que "vai adotar um novo posicionamento comercial em games e esports para garantir que esteja em melhor posição para tomar decisões que beneficiem todos os interessados em futebol". Este é um passo decisivo na nova postura da marca em relação aos jogos eletrônicos, possivelmente com o fim do acordo de licenciamento com a EA Sports.

A parceria entre a FIFA e a EA representou o surgimento e crescimento de uma das maiores franquias dos games, que faturou nos últimos 20 anos cerca de US$ 20 bilhões e que rendia à entidade cerca de US$ 150 milhões ao ano.

O comunicado não confirma ainda o fim do acordo com a EA, mas a entidade afirma já estar trabalhando diretamente com desenvolvedores para dar andamento ao projeto “eFIFA”, que consiste em uma série de competições de futebol digital.

Dicas do modo FUT do FIFA 22:

Fim do EA Sports FIFA?

O comunicado da FIFA chega uma semana depois da Electronic Arts sugerir que a parceria entre a produtora norte-americana e a entidade máxima do futebol estava com os dias contados.

À medida que olhamos para o futuro, também estamos explorando a ideia de renomear nossos jogos globais de futebol. Isso significa que estamos revisando nosso contrato de licenciamento com a FIFA, que é separado de todas as nossas outras parcerias e licenças oficiais em todo o mundo do futebol”, afirmou Cam Weber, diretor geral da EA Sports.

EA Sports FIFA
EA Sports FIFA
Foto: EA / Divulgação

O comunicado da FIFA reforça a questão do fim do licenciamento e sugere um futuro em que várias produtoras poderão trabalhar com a marca:

Está claro que esse deve ser um espaço ocupado por mais de uma parte controlando todos os direitos. Agora, as empresas de tecnologia estão competindo ativamente para se associar à FIFA, suas plataformas e torneios globais”, diz a entidade.

A FIFA acredita que poderá ter resultados financeiros melhores atuando de forma independente da Electronic Arts. Mesmo faturando cerca de US$ 150 milhões com o licenciamento anual para a franquia da EA, os cálculos da entidade sugerem que a FIFA poderia ganhar mais de US$ 1 bilhão por ano com a área de games.

O jogo mais recente da franquia, FIFA 22, pode ser o último com este título. Recentemente, a produtora registrou a marca EA Sports FC. FIFA 22 está disponível para PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series X/S.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade