PUBLICIDADE

Artista digital Lucas Rosa explica influência de Age of Empires na sua carreira

Considerado um dos dos principais artistas digitais do Brasil, Lucas Rosa sofreu uma grande influência dos games na escolha da profissão

9 nov 2021 15h30
| atualizado às 17h05
ver comentários
Publicidade

Um dos principais artistas digitais do Brasil, Lucas Rosa sofreu uma grande influência dos games na escolha da profissão, mais precisamente do "Age of Empires", um dos jogos de estratégia mais icônicos de todos os tempos.

Lucas Rosa falou sobre a importância dos jogos eletrônicos em processos criativos (Foto: Divulgação)
Lucas Rosa falou sobre a importância dos jogos eletrônicos em processos criativos (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Se hoje a sua criatividade e habilidade no Photoshop contribuem para a solução criativa de multinacionais como Ambev, Burger King, Coca-Cola, HBO, McDonald's, Pão de Açúcar, entre outros, muito se deve às horas de partidas à frente do computador.

- Quando eu tinha 14 anos, meu pai me deu um computador para eu jogar. Coincidentemente, neste computador tinha o Photoshop 7.0. No início era uma brincadeira, eu fazia edições dos resultados das minhas partidas - lembra.

- Ou seja, o 'Age of Empires' me fez ver que eu poderia criar e ir até onde a minha imaginação me levasse, que as pessoas enxergassem aquilo que eu queria que elas enxergassem, o que não necessariamente é real. E este é o papel da publicidade, que anos depois eu iria descobrir trabalhando profissionalmente - destaca.

Até hoje o artista e empresário tem os games como uma das fontes de inspiração, assim como o cinema. Fã de jogos de RPG, estratégia e mundo aberto, Lucas Rosa procura manter a mesma rotina, guardadas as devidas proporções, da época em deu seus primeiros passos no Photoshop.

A diferença é que agora a criação de conteúdo é o foco principal; e as partidas, uma ferramenta eficaz no estímulo à criatividade, que é imprescindível na carreira.

- Sempre reservo um horário disponível na minha agenda para investir um tempo em conhecer novos jogos que irão me tirar da zona de conforto e me fazer desenvolver novas habilidades de concentração, memória, atenção e raciocínio lógico - explica.

- A criatividade não é como uma chave que você liga e desliga quando você quer utilizá-la. A criatividade é a lâmpada. E as suas inspirações são a energia que a mantém sempre acesa. As inspirações são tudo aquilo que você olha e te faz bem e que você absorve. Os games em geral, sem exceções, cada vez mais são carregados de ingredientes que são um prato cheio para nossa inspiração - conclui Lucas Rosa.

Lance!
Publicidade
Publicidade