PUBLICIDADE

Bolsonaro indica novo corte no imposto sobre videogames no Brasil

Em cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro indicou que pode reduzir de novo o imposto de videogames, mas sem detalhar planos

14 jul 2021 20h09
ver comentários
Publicidade

Em cerimônia no Palácio do Planalto nesta terça (13), o presidente Jair Bolsonaro acenou com a possibilidade de uma nova redução de imposto de videogames no Brasil - sem indicar que tipo de imposto seria reduzido ou sobre qual produto, se consoles, acessórios ou jogos em si.

Jair Bolsonaro indica nova redução de imposto para games
Jair Bolsonaro indica nova redução de imposto para games
Foto: Isac Nóbrega/PR / Tecnoblog

Bolsonaro falava principalmente a respeito de impostos sobre diesel, especialmente para dialogar com caminhoneiros, mas usou os games como exemplo de outro setor que pode ser mais desonerado.

"Alguns reclamam: baixa [o imposto de] outra coisa. Para baixar outra coisa, tem que ter uma fonte compensadora. Os games, como é um recurso que vem de importação, não tem que achar uma fonte alternativa para isso", disse Bolsonaro, aos presentes.

A ideia é simples: reduzir imposto de jogos, já que o Brasil, em tese, não é uma indústria produtora de larga escala como outros países. Assim uma queda aos cofres públicos não precisaria ser compensada de outra forma e, supostamente, os impostos seriam mais fáceis de se reduzir.

Ainda assim, é um mero aceno e nem pode ser considerado uma promessa, já que nenhum tipo de detalhe foi revelado.

Redução de IPI

Em agosto de 2019 o governo chegou a propor reduzir o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) cobrado para consoles, que chegou a ser colocada em vigor algum tempo depois, no mercado.

Já em 2020 uma nova redução foi proposta e aplicada. O imposto passou de 40% para 30% para consoles e máquinas de jogos. A novidade chegou a impactar, positivamente, o preço do lançamento do Xbox Series X/S e do PS5, que foram reduzidos ao consumidor final.

Com informações: Folha de S. Paulo.

Bolsonaro indica novo corte no imposto sobre videogames no Brasil

Tecnoblog
Publicidade
Publicidade