1 evento ao vivo

Sollys/Osasco se vinga, bate atuais campeãs e avança à semi do Mundial

15 out 2012
11h03
atualizado em 22/10/2012 às 19h06

Após estrear com uma vitória fácil sobre o Bohai Bank, da China, o Sollys/Osasco teve um pouco mais de trabalho na manhã desta segunda-feira em Doha, no Catar. Jogando contra o atual campeão mundial, o Rabita Baku, do Azerbaijão, a equipe brasileira venceu por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/20, 25/19 e 25/20, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Mundial de Clubes.

Na última edição, em 2011, as brasileiras haviam perdido - por 3 sets a 2 - para essa mesma equipe na fase de grupos. Com o resultado, as campeãs da Superliga garantiram a liderança do Grupo A, com seis pontos, além de um confronto mais tranquilo na semifinal. A briga pela segunda colocação do grupo acontece nesta terça-feira, quando o Rabita Baku terá pela frente o Bohai Bank.

O primeiro set começou melhor para a equipe azerbaijana, que já no início abriu 4 a 1. O Sollys/Osasco tentava reagir, mas pouco conseguia fazer contra o adversário. Na reta final do set, o Rabita Baku deslanchou e chegou a ter 22 a 13, mas o time brasileiro esboçou uma reação impressionante e diminuiu para dois pontos (20/22). Mesmo assim, o adversário teve calma para fechar o set em 25 a 22.

Na segunda parcial, as comandadas de Luizomar de Moura entraram mais focadas e foram elas que abriram uma boa diferença no início: 5 a 1. Com o bloqueio funcionando e ótima combinação defesa/contra ataque, a equipe, que ainda viu o Rabita Baku reagir e chegar perto do placar, fechou em 25 a 20, com um belíssimo ataque da central Thaísa, e empatou a partida.

Ao contrário do que aconteceu nas parciais anteriores, o terceiro set começou disputado, com ambas as equipes se revezando na liderança do placar, mas o Sollys/Osasco encaixou rapidamente o seu jogo e chegou à liderança no segundo tempo técnico: 16 a 11. Administrando a vantagem, as campeãs sul-americanas tiveram calma para fazer 25 a 19 e virar o jogo.

Assim como no terceiro set, as equipes travaram um duelo equilibrado no início da quarta parcial, mas um bloqueio de Jaqueline e um ace de Sheilla colocaram o Sollys/Osasco em vantagem: 6 a 3. Com ótimo aproveitamento no ataque, as brasileiras tinham seis pontos de vantagem no segundo tempo técnico: 16 a 10. Sem dificuldades e com uma boa atuação de Fê Garay, a equipe fechou o set em 25 a 20 e, de quebra, o jogo por 3 a 1.

O Sollys/Osasco busca seu primeiro título na competição. Em 2010, a equipe foi vice-campeã, perdendo a final para o turco Fenerbahce, então do técnico José Roberto Guimarães e da levantadora Fofão. No ano seguinte, mesmo com uma equipe desfalcada, terminou em terceiro ao vencer o Mirador, da República Dominicana, na disputa do bronze.

Vitória garantiu o Sollys/Osasco na primeira colocação do Grupo A
Vitória garantiu o Sollys/Osasco na primeira colocação do Grupo A
Foto: FIVB / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade