5 eventos ao vivo

Sollys/Nestlé sai na frente do Amil Vôlei na decisão do Paulista feminino

4 nov 2012
23h04

O Sollys/Nestlé continua imbatível. Na noite deste domingo, a equipe do técnico Luizomar de Moura foi até Campinas e derrotou o Amil Vôlei por 3 sets a 0, com parciais de 25-20, 25-13 e 25-23, abrindo 1 a 0 no playoff final do Campeonato Paulista feminino da modalidade. Agora basta vencer o próximo confronto, quarta-feira às 20h30, em Osasco, para garantir mais um troféu. Em caso de vitória do Amil, um terceiro confronto está marcado para o próximo domingo, às 13h, também em Osasco.

Com o resultado, o time de Osasco chegou a 38 partidas invictas, sendo 15 delas no Paulista. Desses 15 jogos, foram apenas cinco sets perdidos, mostrando a superiodade aos rivais.

Sem contar com a oposta Sheilla, que sofreu uma fratura no quarto dedo do pé esquerdo em um acidente doméstico, Luizomar escalou a jovem Ivna, que há quatro anos sofreu uma lesão grave no joelho e voltou só agora às quadras. E ela foi uma das destaques do time na vitória sobre a equipe de Zé Roberto Guimarães.

- Substituir uma bicampeã olímpica é difícil. Ela me ajuda bastante e estou muito feliz por isso. Ela sabe que sou fã dela - vibrou Ivna, no SporTV. - As jogadoras mais experientes me ajudam, apoiam, mas também criticam, porque elas sabem mais que eu - finalizou.

ZÉ ROBERTO BRAVO COM ARBITRAGEM

Após a derrota de sua equipe, o técnico Zé Roberto Guimarães foi reclamar com os árbitros por causa de um lance duvisoso durante o terceiro set. No ataque de sua jogadora Priscila Daroit, a bola teria batido nos dedos de Ivna, do Sollys, antes de ir para fora. Segundo Zé, o bandeira que estava no fundo de quadra confidenciou ao treinador que viu a bola batendo no bloqueio.

- Eles (árbitros) não se entendem. O juiz de linha me disse: "Não posso dar porque a bola não é minha". Como assim? Não consigo entender isso. Em pleno século 21? Tem quatro juízes de linha aqui para quê? - esbravejou o treinador, que tratou de não desmerecer a vitória das rivais:

- O Osasco jogou muito bem e mereceu a vitória, mas a diferença no set foi de dios pontos: o cartão amarelo e a bola que eles erraram - cutucou.

Fonte: AP AP - The Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser copiado, transmitido, reformado o redistribuido.
publicidade