1 evento ao vivo

Serginho explica aposentadoria e celebra carreira: "Meu choro hoje é de felicidade"

17 mai 2020
17h45
atualizado às 17h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um dos maiores jogadores da história do voleibol brasileiro, o líbero Serginho anunciou a aposentadoria na noite de sábado, através das redes sociais. Neste domingo, o ex-atleta explicou a decisão.

"Depois do Rio, eu pensei que precisava parar, encontrar uma forma de parar, e desde 2016 as pessoas não deixavam. Sempre tive um desafio diferente, novo, para cumprir e sempre fui um cara que aceitou todos os desafios", disse à assessoria de comunicação da Confederação Brasileira de Vôlei.

Serginho anunciou a aposentaria na noite de sábado (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Serginho chegou em quatro finais olímpicas seguidas, venceu duas medalhas de ouro, foi bicampeão mundial, tricampeão da Copa do Mundo, nove vezes campeão da Liga Mundial, campeão pan-americano, sul-americano e da Superliga. O maior líbero da história do voleibol brasileiro celebrou o legado deixado por sua carreira.

"Voleibol é o que eu sei fazer e quero passar isso adiante. Não quero morrer com tudo que aprendi. Hoje posso parar, posso encerrar a carreira, relembrar de tudo e saber que valeu a pena. Meu choro hoje é de felicidade. A partir de agora, quem quiser lembrar de mim, jogue voleibol. Só isso", afirmou.

Por fim, Serginho ainda brincou sobre aqueles que não tiveram a oportunidade de vê-lo em quadra.

"Chegou o momento. Quem viu o Serginho, quem viu a seleção brasileira com o Serginho, viu. Agora é só por vídeo", concluiu.

Veja também:

Diego Maradona: o adeus à lenda do futebol na Argentina e no mundo
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade