1 evento ao vivo

Sem oferecer vaga olímpica, Copa do Mundo de vôlei divulga tabelas

Torneio feminino acontece em setembro e o masculino em outubro, no Japão

12 jun 2019
16h28
  • separator
  • 0
  • comentários

As seleções brasileira feminina e masculina de vôlei conheceram nesta quarta-feira a ordem dos seus primeiros jogos e a tabela de disputa da Copa do Mundo, que será realizada em setembro, para as mulheres, e em outubro, para os homens. Ao contrário da sua última edição, a competição deste ano, no Japão, não vai oferecer vaga na Olimpíada.

No torneio feminino, que será disputado entre 14 e 29 de setembro, a equipe brasileira vai estrear contra a Sérvia no dia 14, em Hamamatsu. No dia seguinte, o adversário será a Argentina. Na sequência, as brasileiras vão enfrentar Holanda, Quênia e Estados Unidos, atual campeão da Liga das Nações, respectivamente nos dias 16, 18 e 19, na mesma cidade japonesa.

José Roberto Guimarães, técnico da seleção femimina de vôlei
José Roberto Guimarães, técnico da seleção femimina de vôlei
Foto: CBV/Divulgação / Estadão

Na semana seguinte, a seleção feminina vai jogar em Sapporo. O primeiro jogo será contra a China, atual campeã da Copa do Mundo, no dia 22. Em seguida, enfrentará República Dominicana e o anfitrião Japão, nos dias 23 e 24. No fim da mesma semana, o Brasil vai jogar em Osaka, contra Camarões (dia 27), Coreia do Sul (dia 28) e Rússia (dia 29).

No masculino, o Brasil iniciará a sua campanha contra o Canadá no dia 1º de outubro, em Nagano. Na mesma cidade japonesa, os brasileiros vão enfrentar Austrália, Egito, Rússia e Irã, nos dias 2, 4, 5, e 6 de outubro, respectivamente.

Em Hiroshima, os comandados do técnico Renan Dal Zotto terão pela frente Argentina, Estados Unidos (atuais campeões) e Tunísia, nos dias 9, 10 e 11. Na semana seguinte, na mesma cidade, os adversários dos brasileiros serão Polônia, seu algoz nas duas últimas finais do Mundial, Japão e Itália, nos dias 13, 14 e 15.

Ao contrário do que aconteceu na última edição da Copa do Mundo, em 2015, neste ano a competição não vai conceder vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. A classificação será definida no Pré-Olímpico, em agosto.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade