3 eventos ao vivo

Larissa/Talita e Alison/Bruno Schmidt vencem em Long Beach

24 ago 2015
16h24
  • separator
  • 0
  • comentários

O pódio do Grand Slam de Long Beach (EUA) ficou completamente verde e amarelo. Com duas belas vitórias das duplas masculina e feminina, o Brasil faturou duas medalhas de ouro em mais uma etapa do Circuito Mundial 2015 de vôlei de areia.

A primeira medalha foi conquistada pelas mulheres, Larissa e Talita, que chegaram ao 4º ouro de 2015. Em 54 minutos de partida, as brasileiras venceram a dupla americana Kerry Walsh e April Ross, por 2 sets a 0, com parciais de 21/18 e 21/16, na casa adversária.

"Foi bonito, muito legal vencer as norte-americanas na casa delas. Adoro jogar desse jeito, a torcida em peso gritando para elas, acho isso muito bacana. E jogar contra elas é sempre bom, um desafio a mais. Tenho lembranças de vários jogos sensacionais que fizemos contra os EUA e hoje conseguimos mais uma vitória importante. A Talita jogou muito, e o título é nosso", comentou Larissa.

Esse foi o oitavo título de Circuito Mundial da dupla, e o quarto na temporada. Além do ouro em Long Beach, elas já haviam vencido em Moscou, além dos Major Series de Porec e Gstaad.

"Foi um jogo difícil. A gente se preparou bem, pois sabíamos que seria um jogo diferenciado. A Walsh não estava atacando, mas mesmo assim elas têm um sistema defensivo e um saque muito bom. Focamos na nossa virada de bola e nos momentos em que ela não estavam bem no ataque", finalizou Talita.

O ouro masculino veio em seguida, também com a torcida adversária em peso e apoiando incessantemente os americanos. A vitória da dupla Alison e Bruno Schmidt foi mais difícil, 2 sets a 1, parciais de 21/16, 20/22 e 15/13, em cima de Dalhausser e Lucena.

É a quarta vitória consecutiva dos brasileiros no Circuito Mundial. Anteriormente, a dupla venceu em Yokohama, no Campeonato Mundial da Holanda e no Major Series de Gstaad. O ouro em Long Beach iguala uma marca antes atingida pelo próprio Dalhausser em 2010, quando fez dupla com Todd Rogers. Desde então, nenhuma dupla conseguiu atingir ou superar o feito dos americanos.

"O sentimento é o melhor possível, é incrível. Poder igualar esse recorde de vitórias seguidas é maravilhoso. Estava bastante quente aqui na Califórnia, o Brasil tem uma concorrência muito grande para os Jogos Olímpicos de 2016 e nosso time vem se superando a cada dia mais, indo ao limite e queremos mais. Venho amadurecendo cada vez mais com o meu parceiro Bruno e podendo ajudá-lo cada vez mais", comentou Alison.

Os próximos confrontos das duplas brasileiras serão no Grand Slam da Polônia, em Olsztyn, nos dias 25 a 30 de agosto.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade