1 evento ao vivo

Após vitória, Zé Roberto celebra rodízio na seleção antes do Sul-Americano

'Tiramos aspectos positivos desse amistoso', comemora o medalhado técnico depois de triunfo sobre a Argentina por 3 sets a 0

18 ago 2019
16h32
atualizado às 17h11
  • separator
  • 0
  • comentários

A vitória tranquila da seleção brasileira feminina de vôlei sobre a Argentina por 3 sets a 0, com parciais de 25/8, 25/17 e 27/25, neste domingo, no amistoso disputado em Suzano (SP), foi importante para o técnico José Roberto Guimarães rodar o elenco.

O treinador comemorou o fato de poder utilizar todas as jogadoras no primeiro dos dois amistosos preparatórios para a disputa do Campeonato Sul-Americano, no Peru, que tem início no dia 28 deste mês e antecede a Copa do Mundo, de 14 a 29 de setembro, no Japão. O último amistoso, também contra as argentinas, será nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), novamente em Suzano.

"Foi muito bom jogar com o ginásio lotado diante da nossa torcida. O mais importante na partida de hoje foi que todas as jogadoras puderam participar do jogo. Isso é positivo na nossa preparação para o Sul-Americano. Foi uma festa bonita e tiramos aspectos positivos desse amistoso", declarou o treinador.

Quem teve motivos de sobra para comemorar foi Sheilla. Fora da seleção brasileira desde os Jogos do Rio-2016, a aposta voltou a defender a equipe e recebeu um grande carinho da torcida quando foi chamada por Zé Roberto para entrar em quadra na metade do primeiro set.

"Em 2016 achei que o meu ciclo na seleção feminina tinha acabado. Quando conversei com o Zé Roberto percebi que ainda queria jogar pelo Brasil. Hoje foi muito bom sentir esse frio na barriga e estou feliz de vestir essa camisa novamente. A emoção foi ainda maior porque as minhas filhas estavam na arquibancada", disse a bicampeã olímpica.

A líbero Camila Brait e a central Fabiana foram as outras duas veteranas convocadas por Zé Roberto para defender o Brasil nos amistosos. Brait, que chegou a recusar a convocação para a disputa da Liga das Nações no começo deste ano, também se mostrou feliz com o retorno para o grupo nacional.

"Estou muito feliz. Já realizei um grande sonho que era ser mãe e agora tenho como objetivo disputar os Jogos Olímpicos. Fui muito bem recebida pelas jogadoras e a comissão técnica. Foi muito bom estar em quadra novamente com essa camisa e essa partida foi positiva para ganharmos ritmo de jogo", afirmou.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade