0

Exaltado por presidente, Gabriel se despede do Vitória com lágrimas

14 ago 2013
23h49
atualizado em 15/8/2013 às 01h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Brasileiro Série A 2013Rodada 14

VitóriavfcVitória3
1Ponte PretaPonte Pretapon

  • Pedro Oldoni 7 ' (2T)
  • Vander 17 ' (2T)
  • Marquinhos 41 ' (2T)
  • William 22 ' (1T)
2013-08-15 00:00 GMT-000 (D) FinalizadoBarradão

O triunfo por 3 a 1 sobre a Ponte Preta nesta quarta-feira foi o último de Gabriel Paulista pelo Vitória. O jogo encerrou a passagem de quatro anos que consolidou no futebol nacional o zagueiro, que se mostrou emocionado antes de reforçar o espanhol Villarreal.

<p>Equipe baiana conseguiu virar partida em &uacute;ltimo jogo de Gabriel Paulista pelo Vit&oacute;ria</p>
Equipe baiana conseguiu virar partida em último jogo de Gabriel Paulista pelo Vitória
Foto: Eduardo Martins/ A Tarde / Futura Press

"Jogar a camisa para a torcida e beijar o símbolo do clube é o mínimo que eu podia fazer. O Vitória me ajudou muito, vim de São Paulo do Taboão da Serra, que é pouco conhecido mas também me ajudou muito. Agora estou saindo para um grande clube da Europa e vou me dedicar ao máximo para conquistar títulos e, quem sabe, chegar à Seleção Brasileira", declarou, chorando, o jogador.

O defensor de 22 anos foi exaltado pelo presidente do clube, Alex Portela Júnior, que chamou atenção em especial para o fato do atleta ter valorizado o clube baiano até o fim e não ter forçado o cartão amarelo mesmo após conhecer seu futuro.

"Boa sorte, você é um menino de ouro. Você merece tudo de bom, você sabia já há 15 dias que estava praticamente vendido e não tomou cartão amarelo, jogou com muita determinação. Você é um homem que merece tudo isso na vida", afirmou o mandatário.

Gabriel Paulista se mostrou grato pelos elogios e ainda disse ter pedido ao seu futuro clube para poder atuar. "Tenho que agradecer as palavras do presidente. Apesar das críticas, estava pendurado e, mesmo negociado, não peguei cartão para ficar fora e até pedi para jogar. O Villarreal não queria, mas eu pedi e eles deixaram", comentou.

O zagueiro ainda se mostrou satisfeito por deixar o Vitória com o clube entre os quatro primeiros colcoados do Campeonato Brasileiro. "Foi uma grande vitória, eu saio daqui pela porta da frente, com o dever cumprido e com o time no G-4 da Série A do Campeonato Brasileiro", comemorou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade