PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Vasco x Sport: confronto é confirmado para o Maracanã por decisão judicial

Após veto, Cruz-Maltino havia acionado a justiça na sexta. Clube tomará providências necessárias para a venda antecipada de ingressos e fará o comunicado em breve

27 jun 2022 - 19h11
(atualizado às 23h13)
Ver comentários

Após uma decisão judicial, o confronto entre Vasco e Sport, no próximo dia 3 de julho, será realizado no Maracanã. Na última sexta-feira, o clube carioca havia acionado a Justiça para reverter o veto do Consórcio e resolver o imbróglio, que já se estendia por alguns dias.

Vasco poderá atuar no Maracanã contra o Sport no próximo dia 3 de julho (Foto: Daniel RAMALHO / CRVG)
Vasco poderá atuar no Maracanã contra o Sport no próximo dia 3 de julho (Foto: Daniel RAMALHO / CRVG)
Foto: Lance!

Cabe salientar que a decisão foi do juiz Alessandro Oliveira Felix,da 51ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, que frisou que o aluguel será no valor de R$ 250 mil, o mesmo valor pago no jogo contra o Cruzeiro. O Gigante da Colina ainda solicitou que a partida contra o Sport tivesse as mesmas condições dos jogos do Fluminense, mas não conseguiu.

- O local pretendido é bem público do Estado do Rio de Janeiro e, em 2019, foi outorgada permissão de seu uso ao Flamengo e ao Fluminense. Evidente que o Termo de Permissão vincula obrigatoriamente as partes. Em seu item 03, o referido Termo determina que 'observada a disponibilidade de datas, será permitido aos demais clubes do Estado do Rio de Janeiro realizar partidas oficiais no Maracanã'. O réu detém apenas o direito de permissão do uso do bem público de forma precária, sendo mero permissionário do complexo, e não, proprietário - disse o magistrado, e emendou:

- Determino que o Complexo disponibilize o Estádio do Maracanã, e tudo o mais que se fizer necessário, para a realização da partida entre o Club de Regatas Vasco da Game e Sport Clube Recife no dia 03 de julho de 2022, às 16h, nas exatas condições praticadas no jogo entre o autor e o Cruzeiro Esporte Clube, realizado em 12 de junho do ano corrente - diz a decisão.

Com isso, o clube carioca já solicitou a formalização da alteração do local da partida pela CBF. Além disso, pretende tomar providências necessárias para a venda antecipada de ingressos.

- O Vasco da Gama informa que, por decisão judicial, o jogo contra o Sport Club de Recife no próximo domingo, 03 de Julho, 16h, foi confirmado para o estádio do Maracanã, como pleiteava o clube e ansiava sua torcida. O Vasco da Gama já solicitou a formalização da alteração do local da partida pela CBF. O Vasco da Gama está tomando as providências necessárias para a venda antecipada de ingressos, e fará comunicação em breve - informou o clube carioca.

ENTENDA O CASO

Nas últimas semanas, o Consórcio havia vetado a realização da partida entre Vasco e Sport no estádio, um pedido do clube desde o dia 15 de junho. A alegação foi que o palco poderia ter dez jogos no mês, o que pode afetar o estado do gramado. A decisão causou revolta da torcida cruz-maltina.

Com isso, o Vasco entrou com um pedido liminar na Justiça para poder enfrentar o Sport no Maracanã, pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Desse modo, a Casa Civil notificou o Flamengo (permissionário) e o Fluminense (interveniente anuente).

Além do Cruz-Maltino, os vereadores Tarcísio Motta (PSOL) e Alexandre Isquierdo (União) entraram com uma representação junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro. Ambos pedem para que seja aberto um inquérito civil para apurar o veto do Consórcio Maracanã.

Mais cedo, o Flamengo se manifestou sobre o caso e considerou que a tese apresentada pelo Cruz-Maltino tem base em uma 'lógica de conversa de botequim'. Vale destacar, que segundo publicado pelo 'Globo', a Casa Civil vai abrir um processo administrativo e pode aplicar sanções previstas em contrato.

- O que se tem é uma tese, baseada em lógica de discussão de torcedor, que comumente ocorrem nos botequins da cidade. À evidência, não pode o Flamengo basear suas decisões, dentro do âmbito da discricionariedade de uma administração profissional, em lógica de conversa de botequim - afirma um trecho da resposta.

De acordo com a decisão judicial da noite desta segunda-feira, caso o Flamengo, réu do processo, não cumpra, terá que arcar com uma multa no valor fixo de R$ 2 milhões.

Antes da decisão, houve uma audiência em que Vasco e Flamengo não chegaram a um acordo. O Cruz-Maltino queria manter o jogo e encaminhar um cronograma com outras partidas no estádio.

O Rubro-Negro, por sua vez, teria proposto que o rival desistisse da ação para depois debater a inclusão de outros jogos no calendário do Maracanã. Em seguida, o advogado conversou com o presidente Rodolfo Landim e ofereceu uma proposta para que o Vasco fizesse mais dois jogos no estádio em 2022, porém não houve acordo.

Lance!
Publicidade
Publicidade