0

Vasco segura pressão do Athletico-PR e vence com gol de Cano

Germán Cano marcou mais uma vez e deu a vitória ao Vasco em São Januário

6 set 2020
20h16
atualizado em 7/9/2020 às 08h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após três partidas sem vencer, o Vasco fez as pazes com a vitória na noite deste domingo, em São Januário. Pelo placar mínimo, o Cruzmaltino superou o Athletico Paranaense pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro Germán Cano fez o único gol do jogo, no início do primeiro tempo.

Germán Cano comemora o gol da vitória.
Germán Cano comemora o gol da vitória.
Foto: João Carlos Gomes / MyPhoto Press / Estadão Conteúdo

O Gigante da colina não vencia o Furacão há sete jogos, desde 2015. O Vasco também manteve uma escrita de nunca ter sido derrotado em São Januário pela equipe paranaense. São 21 partidas, com 14 vitórias e sete empates.

A vitória deixa o Vasco em terceiro lugar na tabela do Brasileirão, com 14 pontos, e com um jogo a menos que os líderes. O Furacão segue sem vencer desde a segunda rodada. De lá para cá já são quatro derrotas e um empate e a equipe é a décima quinta na tabela.

Pela nona rodada do Brasileirão, o Vasco volta a jogar em São Januário. O adversário de quinta-feira será outro Atlético, o Goianiense. O Furacão entra em campo no dia anterior contra o Botafogo na Arena da Baixada, em Curitiba.

Germán Cano marcou mais uma vez e deu a vitória ao Vasco

Vasco abre o placar e recua

Vasco recupera a bola no seu campo de defesa e Benítez puxa o contra-ataque. O argentino avança até quase a área do Furacão, tabela com Pikachu e recebe na frente. O meia se estica e consegue cruzar rasteiro do outro lado onde Cano, livre, só teve o trabalho de tocar para o gol vazio.

Em vantagem, o Vasco recuou perigosamente e deu espaço para o Athletico avançar. Em boa jogada aos 12, Geuvânio aproveitou uma sobra de bola na área e mandou de canhota. Fernando Miguel fez grande defesa e evitou o gol de empate.

O Athletico controlou a posse de bola e levou perigo ao gol vascaíno no restante do primeiro tempo. Atacando principalmente pelo lado esquerdo, o rubro-negro paranaense esteve perto de empatar.

Vasco segura a pressão e leva os três pontos

O técnico Ramon Menezes mudou o Vasco no intervalo e sacou Martín Benítez e Ygor Catatau. O meia e o atacante deram lugar ao lateral-direito Cayo Tenório e ao volante Bruno Gomes. Pelas substituições, o comandante indicou que o Vasco seguiria recuado, e foi o que se viu.

O Furacão continuou mantendo a pressão sobre o Cruzmaltino, que priorizava a postura defensiva. Já Fernando Miguel se destacou com grandes defesas.

Ramon então tentou melhorar o contra-ataque e colocou Ribamar e Bruno César nos lugares de Cano e Fellipe Bastos, respectivamente.

Sem conseguir o empate, Eduardo Barros resolveu dar sangue novo na equipe e trocou cinco jogadores em sequência. Na última troca, aos 33, o interino foi ousado e sacou o zagueiro Lucas Halter para a entrada de Lucho González, para reforçar o meio-campo.

No minuto seguinte, Ribamar amplia com um golaço num lance de contra-ataque. Mas O VAR foi consultado e o gol anulado por uma falta de Bruno Gomes em Christian na origem da jogada.

FICHA TÉCNICA

VASCO-RJ 1 X 0 ATHLETICO-PR

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 6 de setembro de 2020, domingo

Horário: 18h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartão amarelo: Geuvânio (Athletico)

Gol: Germán Cano, aos 6 min do 1º tempo

VASCO: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Miranda, Marcelo Alves e Neto Borges; Andrey, Fellipe Bastos (Bruno César) e Martín Benítez (Bruno Gomes); Talles Magno (Carlinhos), Ygor Catatau (Cayo Tenório) e Germán Cano (Ribamar)

Técnico: Ramon Menezes

ATHLETICO-PR: Santos; Erick, Pedro Henrique, Lucas Halter e Márcio Azevedo (Abner); Richard (Alvarado), Christian e Cittadini; Fabinho (Pedrinho), Geuvânio e Bissoli (Bruno Leite)

Técnico: Eduardo Barros

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade