PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Meu time

Vasco procura fontes de receita por conta da dívida

30 abr 2021 18h23
| atualizado às 18h23
ver comentários
Publicidade

O presidente Jorge Salgado tem trabalhado no sentido de reduzir gastos e buscar patrocínios no Vasco. Mas apenas isso não vai garantir a tranquilidade financeira do clube, que vem penando para manter salários em dia.

A diretoria do Vasco apresentou o balanço financeiro do clube. A dívida é de R$ 832 milhões. Além disso, para deixar a situação ainda mais difícil, cerca de 40% do montante da dívida é de curto prazo, ou seja, vence em 2021. Assim é preciso encontrar formas de fazer receita o mais rapidamente possível.

Uma das grandes oportunidades que a diretoria do Vasco vê como possível de fazer receita rapidamente é a venda de jogadores. Principalmente os jovens que estão despontando e têm bom mercado.

"Nós sabemos que precisamos colocar esta cultura de venda de jogadores, pois faz parte do futebol. O Vasco vende poucos jogadores. Se conseguirmos mudar isso e atingir mais de R$ 100 milhões em vendas a coisa melhora", explicou Adriano Mendes, vice-presidente de finanças.

Dentre os jovens e jogadores do elenco com boas condições de mercado estão nomes como o goleiro Lucão, o zagueiro Ricardo Graça, o meia Gabriel Pec e os atacantes Laranjeira e Talles Magno. Mas os dirigentes não querem vender os jogadores por um preço baixo.

Dentro de campo o elenco trabalhou de olho no duelo contra o Madureira neste sábado pela Taça Rio. As equipes se enfrentam a partir das 15h15 (de Brasília), no Estádio Aniceto Moscoso, Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro (RJ).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade