2 eventos ao vivo
Logo do Vasco
Foto: terra

Vasco

Vascaínos protestam em São Januário e pedem "fora Eurico"

13 jan 2018
13h53
atualizado às 14h24
  • separator
  • comentários

A manhã deste sábado foi marcada por mais um episódio tumultuado para o Vasco da Gama. Um grupo de aproximadamente 150 torcedores da equipe carioca se reuniu em frente ao portão da sede do clube em São Januário e protestou quanto a indecisão política que vive o time. O principal alvo foi o atual presidente Eurico Miranda, que afirmou na última sexta-feira que irá entrar na Justiça para invalidar o resultado das eleições do clube em que o candidato Julio Brant saiu como vencedor.

Foto: Thiago Ribeiro/Agif / Gazeta Press

Três carros da polícia já estavam postados perto da sede do clube carioca desde as 8 horas da manhã, porém o protesto começou a ganhar destaque três horas depois, quando o grupo de torcedores começou a aumentar e perto de 150 pessoas já colocavam faixas pedindo a saída de Eurico Miranda. Além do atual presidente, quem também não foi poupado das críticas e dos xingamentos de "mercenário" foi Anderson Martins, zagueiro que deixou o clube e assinou com o São Paulo nesta semana.

Foto: Thiago Ribeiro/Agif / Gazeta Press

Enquanto o protesto acontecia, o vice de futebol do Vasco, Eurico Brandão, mais conhecido como "Euriquinho" concedia entrevista coletiva à imprensa para falar sobre o planejamento feito no clube nas últimas temporadas. Para ele, o trabalho realizado pela atual diretoria superou a desconfiança dos torcedores e ficará marcado como um dos melhores da história do time carioca.

"Superamos as desconfianças nos últimos três anos, porém, nos últimos meses vivemos um imbróglio político, que acaba prejudicando, mas o que eu posso afirmar é que os jogadores sabem a forma do presidente trabalhar. Eu deixo o clube com uma estrutura boa, ainda mais que apenas seis dirigente levaram o Vasco para a Libertadores, minha gestão ficará marcada na história do Vasco", comentou o dirigente.

Foto: Thiago Ribeiro/Agif / Gazeta Press

"O Vasco tinha uma estrutura de time que poderia ser considerada de uma equipe de Série C. Não tinha uma maca para os jogadores, não tinha a menor estrutura e hoje mudamos esse panorama. Os jogadores também são atraídos por uma boa infra-estrutura, é um cenário totalmente diferente", afirmou o vice de futebol, ressaltando a importância da atual diretoria.

O filho de Eurico Miranda também comentou sobre o grupo de jogadores que forma o elenco atual do Vasco. "Ainda não sei quem vai poder estrear no Campeonato Carioca. Depende muto de quem vai estar registrado. Estou correndo para renovar os contratos. Mas uma coisa que eu tenho certeza é que eu não continuo, independentemente de quem assumir. Esse cargo é extremamente desgastante. É importante salientar que o planejamento todo está sendo feito. Conseguimos cumprir quase tudo até agora", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade