1 evento ao vivo

Temporada do Vasco é marcada por muitas polêmicas

31 dez 2018
08h06
atualizado às 08h06
  • separator
  • comentários

O ano do Vasco foi marcado por muitas polêmicas, principalmente fora de campo. A eleição do fim de 2017 se prolongou por grande parte da temporada e afetou o rendimento da equipe dentro das quatro linhas. O presidente Alexandre Campello substituiu Eurico Miranda e viu seus principais jogadores saírem ainda no começo de 2018.

Com muitas dívidas, o Vasco foi obrigado a negociar o jovem Paulinho com o futebol alemão. O meia Matheus Vital foi liberado para o Corinthians como parte uma dívida com o empresário Carlos Leite. Os experientes Anderson Martins e Nenê foram para o São Paulo. Além deles, o lateral-direito Jadson acabou no Grêmio.

Os muitos problemas quase impediram o Vasco de disputar a Libertadores sob risco de não ter dinheiro para a viagem para a estreia. Mesmo assim, a equipe comandada por Zé Ricardo mostrou força e avançou até a Fase de Grupos. Em uma chave forte, acabou em terceiro, indo para a Sul-Americana.

Nas competições de mata-mata, a participação foi terrível. Eliminação logo nos primeiros confrontos da Sul-Americana e Copa do Brasil. A única alegria poderia ter sido o Estadual, mas um gol nos acréscimos do segundo jogo, aliado a perda na disputa por pênaltis levaram o título para o Botafogo.

No Campeonato Brasileiro, a irregularidade permeou a campanha cruzmaltina. Zé Ricardo pediu demissão, Jorginho chegou e ficou tempo. Albert Valentim assumiu o comando e conseguiu livrar time do rebaixamento somente na última rodada.

Para 2019, o clima não deve melhorar muito em São Januário. Com problemas financeiros, o presidente Alexandre Campello tenta reforçar o elenco, mas sofre para manter a base desta temporada. Leandro Castán e Maxi López são alvos de outros clubes. O goleiro Martín Silva está de saída.

Os dirigentes esperam que a próxima temporada seja com menos sustos. A equipe não terá que entrar em nenhuma maratona de jogos, pois não se classificou para a Libertadores ou Sul-Americana. O certo é que a torcida terá que fazer sua parte para manter o Vasco na elite do futebol nacional.

CAMPEONATO CARIOCA

Com muitos problemas fora de campo e focado na Libertadores, o Vasco não começou bem o Estadual. Tanto que na Taça Guanabara, os cruzmaltinos sequer se classificaram para a fase final.

Se no primeiro turno a campanha foi ruim, na Taça Rio também não começou bem, com derrota para a Portuguesa. No entanto, os vascaínos reagiram e conseguiram a classificação para a semifinal após vitória sobre o Botafogo. Só que na luta para a decisão, a equipe comandada por Zé Ricardo acabou derrotado pelos alvinegros.

A boa campanha na Taça Rio colocou o Vasco na semifinal do Estadual. O adversário foi o Fluminense, que entrou em campo podendo apenas empatar. Em uma partida emocionante, os cruzmaltinos garantiram um lugar na final do Carioca com um gol já nos acréscimos do contestado Fabrício.

Na final, o adversário foi o Botafogo. Na primeira partida, no Nilton Santos, o Vasco mostrou força e venceu por 3 a 2, levando a vantagem do empate para o segundo confronto. Só que no meio da semana, a equipe acabou perdendo o jovem Paulinho, com uma lesão no cotovelo.

Na decisão, no Maracanã, sem Paulinho, a partida se tornou dramática após a expulsão de Fabrício, ainda no primeiro tempo. Só que o Vasco soube suportar a pressão e viu o Botafogo ficar com dez homens nos minutos finais. Quando tudo parecia conspirar para o título estadual, um gol nos acréscimos levou o confronto para os pênaltis.

Infelizmente para os cruzmaltinos, Gatito Fernández levou a melhor sobre Martín Silva. Assim, o Botafogo ficou com a taça.

LIBERTADORES

O início da campanha na Libertadores nem tinha começado e quase acabou para o Vasco. Com a polêmica eleição e brigas judiciais, a equipe ficou próxima de nem viajar para o Chile para encarar a Universidad de Concepción-CHI. No entanto, tudo foi acertado e os cariocas viajaram para a estreia, que não poderia ter sido melhor goleada por 4 a 0, com destaque para Evander, autor de dois gols. Com a vantagem, os vascaínos venceram novamente o duelo de volta para avançar na competição.

Na segunda fase, o adversário foi o Jorge Wilstermann-BOL. A primeira partida foi em São Januário e a classificação parecia encaminhada após nova goleada por 4 a 0. No entanto, na altitude boliviana, o Vasco sofreu com a bola aérea e viu os donos da casa repetirem o marcador do duelo no Rio de Janeiro. A passagem para a Fase de Grupos da Libertadores só foi conquistada após Martín Silva ser o herói as penalidades.

Na Fase de Grupos, o Vasco caiu em uma chave forte, com Cruzeiro, Racing-ARG e Universidad de Chile-CHI. Os cruzmaltinos sentiram que a caminhada seria complicado logo na primeira partida, quando foram derrotados em São Januário para os chilenos.

O empate com o Cruzeiro trouxe esperança aos vascaínos, que sofreram um baque com a lesão de Paulinho. Sem seu principal jogador, a equipe carioca não foi páreo para o Racing. Uma goleada na Argentina aliada ao empate no Rio de Janeiro deixou a classificação distante.

Mesmo com poucas chances, o Vasco encarou o Cruzeiro, em São Januário. Na prior apresentação da equipe na Fase de grupos, os donos da casa foram goleados pelos mineiros, o que eliminou a possibilidade de avanço às oitavas de final.

Na última rodada, os cruzmaltinos foram para Santiago com a necessidade de vitória por dois gols de diferença para conseguir um lugar na Copa Sul-Americana. Um dia antes da partida, alguns jogadores postaram uma foto ironizando as vaias da torcida e aumentou a crise no clube. A diretoria afastou a maioria dos responsáveis, que voltara ao Brasil antes mesmo do jogo. Dentro de campo, os carioca mostraram garra e conseguiram o resultado.

SUL-AMERICANA

Na permanência do Vasco na Copa SUl-Americana foi meteórica. Mais uma vez no ano, a equipe sofreu na altitude e foi derrotada pela LDU-EQU. No jogo de volta, em São Januário, mesmo com o apoio da torcida, o gol de Thiago Galhardo não foi o suficiente.

COPA DO BRASIL

Assim como na Sul-Americana, os vascaínos pouco ficaram na Copa do Brasil. Por conta da classificação para a Libertadores, o Vasco entrou nas oitavas de final e encarou o Bahia. No jogo de ida, na Fonte Nova, uma derrota por 3 a 0 que foi um balde de água fria. No jogo da volta, no Rio de Janeiro, a equipe tentou, mas o triunfo por 2 a 0 decretou a eliminação.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Desde o início do Campeonato Brasileiro, o Vasco sofreu com os maus resultados. Os problemas defensivos na temporada se tornaram ainda piores com as diversas lesões. A equipe ainda começou bem a Série A, mas a irregularidade da equipe fora de casa impedia um crescimento na tabela.

A eliminação na Libertadores e o resultado ruim no duelo de ida pela Copa do Brasil aumentaram o clima de pressão. As brigas judiciais fora de campo por conta da eleição no clube tornou o ambiente péssimo e culminou na saída do técnico Zé Ricardo após derrota para o Botafogo, em São Januário.

A diretoria contratou Jorginho, que buscava repetir o bom trabalho de anos anteriores. No entanto, o novo comandante não conseguiu os resultados. Com isso, o Vasco passou a lutar contra o rebaixamento após a paralisação para a Copa do Mundo.

Para não sofrer a quarta queda para a Série B, o Vasco trouxe alguns reforços, como o zagueiro Leandro Castán e o atacante Maxi López, que deram nova vida ao time. Mesmo irregular, a equipe conseguia conquistar bons resultados em São Januário.

Só que nas rodadas finais, ainda sob o risco de rebaixamento, a vitória sobre o São Paulo praticamente livrou a equipe da degola. A tranqüilidade veio somente na última rodada, com um empate sem gols com o Ceará, no Castelão.

NÚMEROS

Jogos: 67

Vitórias: 24

Empates: 17

Derrotas: 26

Gols Pro: 86

Gols Contra: 91

Saldo de gols: -5

Artilharia:

Yago Pikachu - 19

Andrés Rios - 12

Maxi López - 7

Thiago Galhardo - 7

Andrey - 6

Wagner - 6

Evander - 4

Paulinho - 4

Riascos - 3

Rildo - 3

Bruno Cosendey - 2

Erazo - 2

Fabrício - 2

Bruno Silva - 1

Caio Monteiro - 1

Giovanni Augusto - 1

Kelvin - 1

Marrony - 1

Nenê - 1

Paulão - 1

Ramon - 1

Gols Contra - 1

LIBERTADORES

31/01 - Municipal de Collao - Universidad de Concepción-CHI 0 x 4 Vasco (Gols: Evander - 2, Rildo e Yago Pikachu)

07/02 - São Januário - Vasco 2 x 0 Universidad de Concepción-CHI (Gols: Paulinho e Yago Pikachu)

14/02 - São Januário - Vasco 4 x 0 Jorge Wilstermann-BOL (Gols: Paulão, Paulinho, Rildo e Yago Pikachu)

21/02 - Olimpico Patria - Jorge Wilstermann-BOL 4 x 0 Vasco

13/03 - São Januário - Vasco 0 x 1 Universidad de Chile-CHI

04/04 - Mineirão - Cruzeiro 0 x 0 Vasco

19/04 - El Cilindro - Racing-ARG 4 x 0 Vasco

26/04 - São Januário - Vasco 1 x 1 Racing-ARG (Gol: Wagner)

02/05 - São Januário - Vasco 0 x 4 Cruzeiro

22/05 - Nacional - Universidad de Chile-CHI 0 x 2 Vasco (Gols: Bruno Silva e Yago Pikachu)

Sul-AMERICANA

25/07 - Casa Blanca - LDU-EQU 3 x 1 Vasco (Gol: Thiago Galhardo)

09/08 - São Januário - Vasco 1 x 0 LDU-EQU (Gol: Thiago Galhardo)

CAMPEONATO BRASILEIRO

15/04 - São Januário - Vasco 2 x 1 Atlético-MG (Gols: Wagner e Yago Pikachu)

22/04 - Arena Condá - Chapecoense 1 x 1 Vasco (Gol: Andrés Rios)

05/05 - São Januário - Vasco 4 x 1 América-MG (Gols: Andrés Rios, Bruno Cosendey, Caio Monteiro e Kelvin)

15/05 - São Januário - Vaco 2 x 3 Vitória (Gols: AndrésRios e Yago Pikachu)

19/05 - Maracanã - Flamengo 1 x 1 Vasco (Gol: Wagner)

27/05 - Fonte Nova - Bahia 3 x 0 Vasco

30/05 - São Januário - Vasco 1 x 0 Paraná (Gol: Yago Pikachu)

02/06 - São Januário - Vasco 1 x 2 Botafogo (Gol: Andrey)

06/06 - Mineirão - Cruzeiro 1 x 1 vasco (Gol: Andrey)

09/06 - São Januário - Vasco 3 x 2 Sport (Gols: Ramon e Yago Pikachu - 2)

13/06 - Beira-Rio - Internacional 3 x 1 Vasco (Gol: Andrey)

19/07 - São Januário - Vasco 1 x 1 Fluminense (Go: Andrés Rios)

22/07 - São Januário - Vasco 1 x 0 Grêmio (Gol: Andrés Rios)

29/07 - Mané Garrincha - Vasco 1 x 4 Corinthians (Gol: Yago Pikachu)

05/08 - Morumbi - São Paulo 2 x 1 Vasco (Gol: Yago Pikachu)

12/08 - Allianz Parque - Palmeiras 1 x 0 Vasco

20/08 - São Januário - Vasco 1 x 1 Ceará (Gol: Wagner)

23/08 - Independência - Atlético-MG 0 x 0 Vasco

26/08 - São Januário - Vasco 3 x 1 Chapecoense (Gols: Maxi López, Thiago Galhardo e Wagner)

29/08 - Arena da Baixada - Atlético-PR 1 x 0 Vasco

01/09 - Maracanã - Vasco 0 x 3 Santos

06/09 - Independência - América-MG 2 x 1 Vasco (Gol: Maxi López)

09/09 - Barradão - Vitória 1 x 0 Vasco

15/09 - Mané Garrincha - Vasco 1 x 1 Flamengo (Gol: Andrés Rios)

24/09 - São Januário - Vasco 2 x 1 Bahia (Gols: Marrony e Yago Pikachu)

27/09 - Pacaembu - Santos 1 x 1 Vasco (Gol: Andrés Rios)

01/10 - Durival de Britto - Paraná 1 x 1 Vasco (Gol: Maxi López)

09/10 - Nilton Santos - Botafogo 1 x 1 Vasco (Gol: Maxi López)

14/10 - São Januário - Vasco 2 x 0 Cruzeiro (Gols: Maxi López e Yago Pikachu)

20/10 - Ilha do Retiro - Sport 2 x 1 Vasco (Gol: Fabrício)

26/10 - São Januário - Vasco 1 x 1 Internacional (Gol: Maxi López)

03/11 - Maracanã - Fluminense 0 x 1 Vasco (Gol: Maxi López)

11/11 - Arena Grêmio - Grêmio 2 x 1 Vasco (Gol: Thiago Galhardo)

14/11 - São Januário - Vasco 1 x 1 Atlético-PR (Gol: Thiago Galhardo)

17/11 - Arena Corinthians - Corinthians 1 x 0 Vasco

22/11 - São Januário - Vasco 2 x 0 São Paulo (Gols: Andrey e Yago Pikachu)

25/11 - São Januário - Vasco 0 x 1 Palmeiras

02/12 - Castelão - Ceará 0 x 0 Vasco

COPA DO BRASIL

09/05 - Fonte Nova - Bahia 3 x 0 Vasco

16/07 - São Januário - Vasco 2 x 0 Bahia (Gols: Andrey e Yago Pikachu)

CAMPEONATO CARIOCA

18/01 - São Januário - Vasco 0 x 2 Bangu

21/01 - São Januário - Vasco 4 x 2 Nova Iguaçu (Gols: Andrés Rios, Andrey, Evander e Yago Pikachu)

24/01 - Raulino de Oliveira - Cabofriense 2 x 1 Vasco (Gol: Nenê)

27/01 - Maracanã - Flamengo 0 x 0 Vasco

04/02 - São Januário - Vasco 3 x 1 Volta Reodnda (Gols: Bruno Cosendey, Thiago Galhardo e Bruno Costa - contra)

25/02 - Giulitte Coutinho - Portuguesa 1 x 0 Vasco

01/03 - São Januário - Vasco 2 x 1 Macaé (Gols: Andrés Rios e Riascos)

04/03 - Kleber Andrade - Vasco 4 x 3 Boavista (Gols: Erazo, Thiago Galhardo, Wagner e Yago Pikachu)

07/03 - Nilton Santos - Fluminense 0 x 0 Vasco

10/03 - Moça Bonita - Madureira 1 x 3 Vasco (Gols: Andrés Rios, Evander e Rildo)

18/03 - Nilton Santos - Botafogo 2 x 3 Vasco (Gols: Andrés Rios, Paulinho e Riascos)

21/03 - São Januário - Vasco 2 x 3 Botafogo (Gols: Erazo e Riascos)

29/03 - Maracanã - Fluminense 2 x 3 Vasco (Gols: Fabrício, Giovanni Augusto e Paulinho)

01/04 - Nilton Santos - Botafogo 2 x 3 Vasco (Gols: Andrés Rios e Yago Pikachu - 2)

08/04 - Maracanã - Vasco 0 x 1 Botafogo

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade