0

Revoltado, presidente do Vasco detona arbitragem e promete ir à CBF

7 nov 2019
01h20
atualizado às 01h20
  • separator
  • 0
  • comentários

O Vasco foi derrotado pelo Palmeiras dentro de casa nesta quarta-feira, em duelo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida, que terminou com o placar de 2 a 1 para o Verdão, foi cercada de lances polêmicos, especialmente contra a equipe da casa.

A principal reclamação dos cariocas foi quanto a uma suposta falta do atacante Luiz Adriano no lance que originou o gol da vitória do Palmeiras. Ainda teve reclamação de pênalti não marcado, excesso de cartões amarelos e um vermelho, para o zagueiro Leandro Castán.

Na coletiva de imprensa em São Januário, o presidente Alexandre Campello pediu a palavra antes do técnico Vanderlei Luxemburgo e fez duras críticas à arbitragem de Rafael Traci.

"Árbitro tendencioso, começou dando sete cartões amarelos. Não deu a falta no gol do Palmeiras, deixou de dar o pênalti para o Vasco. Imagem clara. Esse juiz persegue o Castán, teve o mesmo problema que ele contra o Avaí," acusou Campello, que prometeu ir à CBF nesta quinta-feira para cobrar a entidade.

"É um absurdo o que está se fazendo. Se quiserem que o campeonato continue competitivo, tudo bem. Mas prejudicar o Vasco é inadmissível. Amanhã estarei na CBF cobrando isso da comissão de arbitragem," prometeu o dirigente vascaíno.

As críticas de Campello foram acompanhadas na sequência por Luxemburgo.

"Esse árbitro persegue o Castán. Perseguição é uma coisa meio complicada. Acho isso uma covardia muito grande. Quantas faltas o time do Palmeiras fez no primeiro tempo e como ele amarelou o nosso time. É complicada a maneira como ele conduziu o jogo," disparou Luxa.

Com a derrota desta quarta-feira, o Vasco estacionou nos 39 pontos e foi ultrapassado pelo Atlético Mineiro, que venceu o Goiás, na tabela de classificação. A equipe de São Januário fecha a 31ª rodada na 12º posição.

O próximo compromisso do Vasco no Brasileirão será contra o CSA, no Rei Pelé, em Maceió, no domingo, às 19 horas (de Brasília). Para esta partida, o zagueiro Leandro Castán, suspenso após o cartão vermelho, é desfalque certo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade