PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Vasco e 777 evitam falar sobre reforços e futuro de Zé Ricardo para não atrapalhar desempenho do time

Por enquanto, foco de parceiros deverá ser nos bastidores, como melhoria de estrutura do CT, regularização de dívidas e análise de contratos vigentes de publicidade

30 mai 2022 - 07h14
(atualizado às 09h10)
Ver comentários

Diante da boa fase vivida pelo Vasco na Série B, onde se mantém no G-4, ocupando a segunda colocação com 17 pontos, dirigentes do clube e executivos da 777 Partners decidiram, durante as reuniões realizadas no fim da última semana, que os assuntos sobre contratação de reforços e também o futuro do técnico Zé Ricardo estão proibidos de serem levados a público.

Executivos da 777 vieram ao Brasil e se reuniram com dirigentes do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/CRVG)
Executivos da 777 vieram ao Brasil e se reuniram com dirigentes do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/CRVG)
Foto: Lance!

Isso porque o objetivo do Cruz-Maltino e de seus futuros parceiros, que comprarão a SAF, é o de evitar que as informações causem algum tipo de problema interno no grupo.

O LANCE! apurou que a medida visa interromper a série de nomes de atletas trazidos à tona nas últimas semanas como possíveis reforços vascaínos assim que a janela de negociações estiver novamente reaberta.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, há a meta também de se não criar grandes expectativas na torcida em detrimento das peças atuais do plantel.

Uma série de atletas sul-americanos, por exemplo, vêm tendo seus nomes cogitados ou oferecidos ao Gigante da Colina desde que o acerto para a venda da SAF se tornou inevitável. Além disso há o fantasma Deyverson. Torcedor declarado do clube, é outro constantemente cogitado na Colina desde que o Palmeiras, seu ex-clube, anunciou que não renovaria o contrato, no início deste ano.

Juan Arciniegas (diretor-geral), Nicolas Maya (chefe de operação do futebol) e Sampson Ngo (assessor de investimentos), os integrantes da 777 que vieram ao Brasil, trataram apenas de assuntos burocráticos, apontou oficialmente o Vasco.

E, conforme a reportagem apurou, foi exatamente o ocorrido, com questões afinadas para a chegada da oferta vinculante e outros pontos, como as questões estruturais dos dois CTs, profissional e base, além de cláusulas e balanços sobre marketing do clube. Contratações e afins deverão ser debatidos, de fato, pela 777 somente após sua entrada de vez na Colina.

TABELA

> Confira jogos, classificação e simule resultados da Série B-22

Lance!
Publicidade
Publicidade