0

Fernando Miguel admite que atraso nos salários afeta elenco

19 mai 2020
09h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Vasco tem convivido com os problemas financeiros nos últimos e neste momento, com a paralisação do futebol pela pandemia de coronavírus, a situação piorou em São Januário. O goleiro Fernando Miguel afirmou que o elenco é afetado pelo atraso de salários.

"Terminamos o ano com problemas financeiros e isso afeta o elenco sim. Uma coisa é jogar e saber a limitação do time, mas outra é a limitação que afeta sua casa. Quando a dificuldade atinge sua família tem que ter tranquilidade para administrar, principalmente com os mais jovens", disse ao canal Atenção Vascaínos, no Youtube.

Fernando Miguel destacou que as conversas com a diretoria sempre aconteceram diante do atraso salarial. O goleiro explicou que atualmente os jogadores tem contato mais direto com os dirigentes.

Fernando Miguel é um dos líderes do elenco do Vasco

"Ano passado, o Vanderlei Luxemburgo tomou a frente desses assuntos. Ele tem um perfil mais centralizador. Já neste ano, com o Abel Braga, as conversas ficaram mais entre diretoria e elenco. Não tinha tido muito contato, mas o Leandro Castán vem falando com o presidente e o Mazzucco (diretor-executivo). A gente sabe que a resolução destes problemas não vão acontecer em curto e médio prazo, mas algumas questões devem ser solucionadas logo", declarou.

O arqueiro admitiu que as mudanças ocorridas na virada do ano atrapalharam o planejamento do Vasco em 2020. O clube perdeu o técnico Vanderlei Luxemburgo e muitos jogadores considerados titulares.

"A gente sabe que esta temporada não será da mesma forma do ano passado. Tivemos muitas perdas de jogadores do elenco. Ficou um pouco distante do que queríamos não só de elenco como de comando, com muitas mudanças. Mas isso não pode servir de desculpa", comentou.

Por fim, Fernando Miguel falou sobre a efetivação do técnico Ramon Menezes. Para o goleiro, o novo comandante deve ter adaptação rápida, pois já conhece os elenco.

"Acho que é importante ter pessoas que conheçam o clube. O Ramon já está conosco há mais de um ano. A afinidade já existe. As ideias deles já conhecemos algumas coisas do período que está com a gente. O futebol brasileiro não é diferente e seremos cobrados para buscarmos as vitórias", concluiu.

O elenco do Vasco segue com os treinos virtuais, sem data para retomar as atividades presenciais. Já na parte financeira, apenas alguns jogadores receberam o salário de janeiro. O restante só recebeu até dezembro de 2019.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade