PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Em clima de incerteza, Vasco aposta na juventude para superar o Sport

Com o desfalque de Anderson Conceição e a possível ausência de Nenê, Cruz-Maltino não terá os pilares do time, mas substitutos possuem condições de dar conta do recado

3 jul 2022 - 08h47
(atualizado às 08h47)
Ver comentários
Publicidade

Após um longo período de invencibilidade, o Vasco conheceu a primeira derrota na Série B e com ela veio algumas incertezas que acompanham o time antes do jogo contra o Sport, neste domingo, às 16h, no Maracanã. Além de interromper uma sequência de quatro vitórias seguidas, o jogo contra o Novorizontino rendeu problemas ao time, o que dificulta qualquer tipo de prognóstico para o confronto.

Palácios deve ter mais uma chance para provar que pode ser titular do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)
Palácios deve ter mais uma chance para provar que pode ser titular do Vasco (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)
Foto: Lance!

A começar pelo desfalque de Anderson Conceição. O zagueiro levou cartão vermelho e terá que cumprir suspensão, desfalcando o Vasco pela primeira vez nesta Série B. Apesar da partida ruim na rodada passada, o jogador é capitão da equipe e um dos pilares do sistema defensivo. Antes da derrota para o Novorizontino, a zaga formada por ele e Quintero estava há oito jogos sem ser vazada.

Além de Anderson Conceição, o Vasco deve ter também o desfalque de Nenê, que perdeu apenas um jogo nesta Série B. O camisa 10 sente dores na panturrilha direita devido a um edema muscular e o problema se agravou ao entrar em campo na última quarta-feira. O meia é tratado como dúvida, porém não participou do último treino, forte indício de que não estará em campo. Mesmo com 40 anos, o jogador é o líder técnico do time e tem sido o grande destaque ofensivo.

Nenê teve participação direta nas últimas cinco vitórias. Diante do Brusque, marcou os dois gols. Contra o Náutico, fez um e deu o passe para o Andrey marcar outro. No clássico com o Cruzeiro, cruzou na medida para Getúlio balançar a rede. Já contra o Londrina, Raniel aproveitou o rebote de uma finalização do Vovô. E diante do Operário, mais um cruzamento certeiro, dessa vez para Quintero, e um gol de pênalti.

Ao que tudo indica, a experiência de Anderson Conceição e Nenê será substituída pela juventude de Danilo Boza e Palácios, que já demonstraram qualidade. O zagueiro foi titular na vitória sobre o Náutico e não comprometeu, porém atuou pelo lado direito, substituindo Quintero. Dessa vez jogará pela esquerda. Já o meia ainda precisa mostrar mais quando inicia as partidas, tendo em vista que consegue melhorar o time quando entra no segundo tempo.

Ambos possuem talento, mas causam incertezas justamente por substituírem os maiores líderes do elenco. No entanto, uma coisa é certa. Quando a bola rolar, Danilo Boza, Palácios e seus companheiros terão o apoio incondicional de mais de 60 mil vascaínos, que desde terça-feira, quando esgotaram os ingressos, esperam pela partida.

Lance!
Publicidade
Publicidade