PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Meu time

Demitido, Marcelo Cabo agradece ao Vasco e deseja sorte

Treinador ficou quase cinco meses à frente do time e não resistiu no cargo após o empate por 1 a 1 com o Náutico, em casa, pela Série B

19 jul 2021 17h06
| atualizado às 20h27
ver comentários
Publicidade

A passagem de Marcelo Cabo pelo Vasco durou quase cinco meses. Demitido nesta segunda-feira, após não resistir ao empate por 1 a 1 com o Náutico, no domingo, em casa, o técnico agradeceu pela oportunidade, pois o clube carioca foi o time de maior expressão que o treinador comandou até hoje em sua carreira. Ele também desejou sorte à equipe em sua continuidade na Série B do Campeonato Brasileiro.

Marcelo Cabo teve no Vasco o maior time que dirigiu na carreira (Rafael Ribeiro/Vasco)
Marcelo Cabo teve no Vasco o maior time que dirigiu na carreira (Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

"Agradeço muito ao presidente Jorge Salgado, ao diretor executivo Alexandre Pássaro, à diretoria, comissão técnica, jogadores, funcionários e a toda torcida", afirmou o comandante, por meio de nota oficial distribuída pela sua assessoria, na qual também lembrou que não pôde contar com o apoio dos torcedores vascaínos no estádio durante a sua passagem à frente da equipe.

"Lamento por não ter tido um contato mais próximo dos torcedores que, por conta da pandemia, não puderam estar nos jogos. Desejo a melhor sorte ao clube na busca pelos objetivos", completou Marcelo Cabo.

Agora sem treinador, o Vasco volta a jogar nesta quarta-feira, contra o CSA, às 21h30, em Maceió, pela 13ª rodada da Série B. O time deverá ser comandado pelo auxiliar Fábio Cortez no confronto.

LISCA NA MIRA 

O nome preferido no Vasco para substituir Marcelo Cabo é o de Lisca. O treinador de 48 anos foi alvo da diretoria cruz-maltina no início do ano, mas o compromisso com o América-MG ainda estava vigente. Não é o caso agora. Com uma oferta do Botafogo na mão, o treinador aguarda a definição de uma sondagem do exterior para definir o rumo da carreira.

"Não, não fui procurado. Da outra vez só. No início do ano quando eu estava no América. Para o início da temporada. Eu tinha compromisso com o América, não pude atender o convite do Vasco. Agora estou aqui né? Estou no mercado. Estou trabalhando numa situação para fora, para os Emirados Árabes. Vou ter uma resposta provavelmente amanhã. Mas pelo que eu senti, a coisa não andou muito por lá. É um time maior e eu acho que eles vão optar por outro treinador estrangeiro, europeu, na verdade. Então até amanhã de manhã eu tenho essa resposta" afirmou Lisca ao Canal do Pedrosa.

E Lisca ainda completou: "Aí eu vou voltar para o mercado. O Vasco da Gama é um clube de camisa enorme. Vamos aguardar até amanhã de manhã, vou ter essa reunião até as 9h, mas acho que não vai sair não. E aí eu vou estar aqui no mercado interno".

Na tarde desta segunda-feira, o diretor executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, projetou ter um novo treinador contratado para o compromisso contra o Guarani, no sábado, em São Januário, pela 14ª rodada da Série B.

 

Lance!
Publicidade
Publicidade