PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

De olho na Sociedade Anônima do Futebol, grupo americano dono do Genoa (ITA) procura o Vasco

Conversas ainda estão em estágio inicial, mas o Cruz-Maltino entende que a migração do formato é um caminho natural para o futuro do futebol brasileiro

19 jan 2022 16h14
| atualizado às 16h14
ver comentários
Publicidade

O movimento de abertura para o capital estrangeiro após a aprovação da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) no Congresso Nacional chegou ao Vasco. O grupo americano 777 Partners, proprietário do Genoa (ITA) e de 12% do Sevilla (ESP), demonstrou interesse em investir no Cruz-Maltino. A informação foi publicada pelo site "Bloomberg" e confirmada pelo LANCE!.

Vasco vive momento de baixa histórica, mas desperta interesse internacional (Rafael Ribeiro/Vasco)
Vasco vive momento de baixa histórica, mas desperta interesse internacional (Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

No clube de São Januário, o modelo para a migração para a SAF ainda está sendo estudado internamente antes de ser oficialmente exposto. A atual diretoria entende que o caminho é natural no futebol brasileiro. O debate, porém, deve ser quente diante das divergências de ideias em relação ao tema entre figuras da política do clube.

No caso da 777 Partners, o site do grupo informa que ele detém controle total ou parcial de 53 instituições em todo o globo, de diferentes segmentos.

Confira a nota enviada pelo Vasco à reportagem do L!:

"Em apenas poucos meses de vigência da Lei da SAF, o investimento privado já se tornou realidade no futebol brasileiro. Entendemos que o mercado passará por profundas mudanças nos próximos meses, e o custo de oportunidade de fechar as portas para essa nova realidade é muito alto.

O Vasco é o único clube de abrangência nacional que demonstrou intenção de se organizar como SAF, o que naturalmente tem atraído interesse de potenciais investidores. Havendo propostas que sejam interessantes para o clube e que assegurem a competitividade do Vasco entre as grandes equipes do país, que é o seu lugar de direito, elas serão submetidas aos órgãos internos do clube para análise e decisão dos sócios."

Lance!
Publicidade
Publicidade