PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Consórcio que administra Maracanã proíbe faixas do Vasco no estádio em jogo da Série B

O veto é válido para a partida contra o Sport, neste domingo; no duelo com o Cruzeiro, há três semanas, o clube também não pôde exibir o material institucional

2 jul 2022 - 17h49
(atualizado às 17h49)
Ver comentários
Publicidade

O consórcio Maracanã, que administra o estádio, impediu o Vasco da Gama de exibir faixas institucionais na partida contra o Sport, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, neste domingo (3). A situação já havia acontecido, há três semanas, em jogo do cruzmaltino contra o Cruzeiro.

Em nota, o clube carioca lamenta a proibição. As faixas seriam colocadas no setor leste inferior, à vista das câmeras de TV que transmitem o jogo. O local costuma exibir materiais institucionais dos mandantes no Maracanã. As faixas teriam os seguintes dizeres: "Desde 1898 o legítimo club do povo"; "Club de Regatas Vasco da Gama"; e "Respeito, Igualdade, Inclusão".

"É surpreendente que, em pleno século XXI, um permissionário de bem público atue de uma forma restritiva, que faz parecer censura. Como sempre, a torcida do Vasco da Gama se encarregará de levar nossos valores e ideais para o estádio", diz a nota do clube.

Nas redes, torcedores divulgam a preparação para a partida. Um vídeo que circula no Twitter mostra a preparação de adesivos em provocação a Flamengo e Fluminense, mandantes do Maracanã. Os materiais dizem "Síndico não é dono" (em referência à dupla Fla-Flu); "São Januário é meu, o Maraca é nosso, e 87 é do Sport"; e "O Maraca é nosso botequim".

MANDO DE CAMPO

O jogo do Vasco já estava envolto em entraves para poder ocorrer no Maracanã. Segundo o Consórcio, a partida entre Fluminense e Corinthians, válida pela 14ª rodada da Série A, "inviabilizaria o cumprimento do prazo mínimo recomendado para a manutenção da qualidade do gramado" por ocorrer em um intervalo menor do que 24 horas.

O clube contestou a decisão e fez um levantamento que apontou pelo menos 10 partidas que não seguiram o intervalo de 24 horas nos últimos dois anos. Foi feita uma apelação judicial e o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu, na última segunda-feira (27), que o jogo poderia ser sediado no Maracanã.

Segundo o Vasco, houve "uma tentativa de impedir que um maior número de seus torcedores pudessem acompanhar o clube". A capacidade do Maracanã é três vezes maior que a do estádio de São Januário. O Vasco é o vice-líder da Série B com 30 pontos. O Sport está em sexto 6º, com 21. A partida ocorre às 16h (horário de Brasília).

Estadão
Publicidade
Publicidade