0

Conselho do Vasco reprova contas da gestão Campello

7 fev 2020
14h01
atualizado às 14h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Em uma reunião longa, que teve desdobramentos na madrugada de sexta-feira, o Conselho Deliberativo do Vasco reprovou as contas da gestão do presidente Alexandre Campello referente ao ano de 2018. A decisão dos conselheiros foi respaldada por 99 membros, enquanto que 88 defenderam a aprovação. O placar da votação, anunciado pelo presidente do Conselho, Roberto Monteiro, gerou muita polêmica.

A expectativa pela reunião era grande, pois na primeira convocação, em 31 de outubro do ano passado, a votação não aconteceu por conta de várias discussões, sendo a mais pesada envolvendo Alexandre Campello e o conselheiro Eurico Brandão, o Euriquinho, filho do ex-presidente Eurico Miranda.

Conselho deliberativo não aprovou as contas de Campello

A decisão se baseou em alguns fatos relatados pelo Conselho Fiscal, que já tinha se manifestado contra a aprovação das contas alegando que a gestão não respondeu 12 ofícios do conselho e deixou 10 ofícios com respostas incompletas. Outros cinco ofícios foram respondidos pela direção, mas sem documentação probatória.

A diretoria do Vasco não se posicionou sobre o fato. Já membros da oposição, como o próprio Eurico Brandão, comemoraram a decisão nas redes sociais. Agora é aguardado que uma nova prestação de contas seja apresentada.

Dentro de campo, o elenco segue trabalhando e no domingo o time se despede da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, enfrentando a Portuguesa no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), a partir das 16h (de Brasília). O Cruz-Maltino não tem mais chances de conseguir a classificação para as semifinais e é possível que o técnico Abel Braga use a partida para fazer algumas observações.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade